Política

Zito Rolim não apresenta defesa e pode ser afastado da Prefeitura de Codó

Prefeito perdeu o prazo para recorrer à decisão judicial e por isso deve perder o cargo.

Zito Rolim deixará a prefeitura de Codó

Zito Rolim deixará a prefeitura de Codó

Cassado por compra de votos no início deste ano, o prefeito de Codó, José Rolim Filho (PV), ainda respondia processo na Justiça Eleitoral do Maranhão por abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2012. Mesmo assim, o prefeito manteve-se no cargo para recorrer. Além dele o vice-prefeito, Guilherme Ceppas Archer (PMDB), também foi cassado pelos mesmos motivos.

Mas o prazo venceu e agora ele terá que deixar a prefeitura. Um novo recurso deveria ser apresentado por Zito Rolim até o dia 29 de junho, apenas três dias visto que o prazo iniciou-se no dia 25 do mês de junho.

Alegando que não havia recebido a notificação, os advogados do prefeito tentaram uma manobra perigosa. Alegaram que o último documento não citava Guilherme Archer e o juiz concedeu novo prazo, por engano. O vice havia sido citado e também não apresentou recursos.

Desta forma, Biné Figueiredo deverá assumir a prefeitura de Codó nos próximos dias, aguardando apenas um mandado de segurança no TRE para assumir. Os advogados do político pediram reconsideração no caso, com o intermédio da decisão que indeferiu o pedido de liminar.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Zito Rolim não apresenta defesa e pode ser afastado da Prefeitura de Codó”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José Murilo Duailibe Salem

    Desde Janeiro de 2013, se a LEI fosse aplicada, o prefeito, José Rolim Filho, praticante de atos ilícitos, já deveria estar FORA DO COMANDO dos destinos do município de Codó. Mas, o Maranhão está no Brasil e Codó está no Maranhão. Portanto, o prefeito não está preocupado, ele sabe o CAMINHO DAS ÍNDIAS. Quem está preocupado é o povo codoense, amedrontado com a possibilidade da MOBÍLIA continuar no poder.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários