Política

Envolvido em diversos escândalos e com corrupção, Márcio Coutinho filia-se ao PTB em Brasília

Filiação aconteceu durante reunião da Executiva Nacional da legenda

Advogado Márcio Coutinho

Advogado Márcio Coutinho

Márcio Coutinho já esteve envolvido em diversos escândalos com a família Lobão, recentemente ele foi apontado como o principal elo de ligação do ex-ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, com a holding Diamond Mountain, empresa que é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF).

O Advogado da família Lobão já exerceu o cargo de secretário de Articulação Política no governo Roseana, sendo exonerado e substituído pelo adjunto Rodrigo Valente e, foi o principal coordenador da campanha de Edinho em 2014.

Ele também já foi agraciado por outros políticos, como o deputado Juscelino Filho, que pagou R$ 25 mil para o advogado, com verbas da cota parlamentar da Câmara, destinada a consultorias, pesquisas e trabalhos técnicos. O pagamento foi em favor dos votos que o advogado conseguiu para o deputado por meio de chantagem a lideranças políticas.

Bom em chantagens, Márcio ainda tentou se candidatar a deputado federal, mas desistiu por ser nomeado no governo Roseana e então pediu devolução do dinheiro que ele havia dado para garantir o apoio na sua pré-candidatura.

Coutinho ainda cometeu crime de nepotismo por empregar a cunhada, um primo e a esposa no governo. Exemplos não faltam para falar da boa índole do rapaz que é odiado nos quatro cantos do estado. Sua filiação ao PTB não dará em nada, pois ao contrário de simpatia, ele conquistou o desprezo de muita gente.

Não tem cabimento um homem com o passado tão sujo filia-se a um partido político, o que só aumentará a estatística de políticos corruptos no Brasil. Porque para outro fim ele certamente não servirá.

A filiação de Márcio Coutinho ao PTB aconteceu na manhã desta sexta-feira (21), em Brasília durante reunião da Executiva Nacional da legenda.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários