Política

Ex-diretor da Petrobras é preso em 15ª fase da Lava Jato

Operação é realizada nesta quinta-feira (2), no Rio de Janeiro e em Niterói.

O ex-diretor da área Internacional da Petrobras, Jorge Luiz Zelada, foi preso na manhã desta quinta-feira (2), durante a 15ª fase da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, no Rio de Janeiro e em Niterói. Ao todo, foram cumpridos cinco mandados judiciais, onde quatro eram de busca e apreensão e um de prisão preventiva.

O envolvimento dele foi apontado pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que disse, em depoimento, que Zelada era um dos beneficiários do esquema de corrupção na estatal. Ele também foi citado no depoimento de Pedro Barusco, ex-gerente de serviços da Petrobras. Segundo Barusco, Zelada participou da mediação de Renato Duque, que atuava na diretoria de Serviços da estatal, no esquema de pagamento de propina.

Segundo a PF, o foco, dessa vez, é o recebimento de “vantagens ilícitas no âmbito da diretoria da Petrobras”. Batizada de Conexão Mônaco, os crimes investigados nesta fase são corrupção, fraude em licitações, desvio de verbas públicas, evasão de divisas e lavagem de dinheiro, segundo a PF. Ele será encaminhado para a carceragem da PF em Curitiba


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários