Política

Deputado Wellington do Curso é relator do programa “Cidadão do Mundo”

Políticos reunidos durante o lançamento do programa “Cidadão do Mundo”

Políticos reunidos durante o lançamento do programa “Cidadão do Mundo”

Destinado a estudantes de escolas públicas de 18 a 24 anos, o programa levará os primeiros 100 estudantes maranhenses com melhor desempenho ao exterior, com despesas arcadas pelo Governo do Estado em 2016.

Além do governador Flávio Dino (PC do B), também estiveram presentes no ato da sanção o vice-governador Carlos Brandão (PSDB); o deputado estadual Othelino Neto (PC do B); o deputado federal Rubens Pereira Jr (PC do B); os secretários estaduais Marcelo Tavares (Casa Civil), Bira do Pindaré (Ciência, Inovação e Tecnologia), Robson Paz (Comunicação), Gerson Pinheiro (Igualdade Racial) e Susan Lucena (adjunta da Mulher); a presidente da Funac, Elisângela Cardoso; o prefeito de Timon, Luciano Leitoa; o vice-reitor da UEMA Walter Canales e o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro.

Para o deputado Wellington do Curso, o programa não só disponibilizará oportunidades profissionais aos estudantes da rede pública de ensino, mas os destinará, também, ao acesso a diferentes culturas.

“O programa Cidadão do Mundo, que foi aprovado em caráter de urgência pela Assembleia Legislativa, é um projeto que disponibilizará oportunidades para os jovens que estudaram ou estejam concluindo o ensino médio em escolas públicas. Tendo em vista a relevância do projeto na vida profissional dos estudantes, faz-se necessária também a ampliação deste projeto”, destacou.

Para participar da seleção, os candidatos deverão ter nacionalidade brasileira; ser egressos ou integrantes da rede pública de ensino ou de instituições de ensino vinculadas a entidades paraestatais ou a fundações sem fins lucrativos; ter obtido, ao longo do ano, imediatamente antecedente à inscrição no Programa, frequência mínima de 80 por cento nas aulas regulares e aprovação com média igual ou superior a 7 em todas as matérias cursadas e selecionados do Enem.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Deputado Wellington do Curso é relator do programa “Cidadão do Mundo””

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. SL

    Wellington e Zé Inácio vão se reunir para falar sobre a “CPI da Propinagem”
    Por Luís Pablo 23-07-2015 às 10:54 PolíticaComente

    Membros da Comissão de Direitos Humanas da AL conversando com as lideranças indígenas
    Membros da Comissão de Direitos Humanas da AL conversando com as lideranças indígenas

    Os membros da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Assembleia Legislativa do Maranhão vão se reunir para definir um posicionamento sobre o pedido de abertura da “CPI da Propinagem”, que será apresentado após o término do recesso pelo deputado estadual Sousa Neto.

    Em contato com o titular do Blog do Luis Pablo, o vice-presidente da CDH, deputado Wellington do Curso disse que falou ontem (22) à noite com o presidente da comissão, deputado Zé Inácio, sobre o caso em que envolve a assessora do governo, Simone Limeira de ter recebido propina do líder indígena Uirauchene Alves.

    Wellington e Inácio irão se reunir para analisar os fatos. A reunião entre os parlamentares ocorrerá só na próxima semana, devido a recuperação de uma cirurgia que Zé Inácio fez essa semana.

    “Já liguei para o deputado Zé Inácio, presidente da Comissão de Direitos Humanos, para marcamos uma reunião para análise dos acontecimentos e definirmos posicionamento. Ele [Inácio] está se recuperando de uma cirurgia essa semana. E ficou de me confirmar para o início da próxima semana”, disse Wellington.

    O possível pedido de CPI para investigar a assessora de Flávio Dino deverá agitar o início dos trabalhos legislativo na Assembleia.

    CPI da Propinagem, Governo Flávio Dino, Simone Limeira, Sousa Neto, Uirauchene Alves, Wellington do Curso, Zé Inácio

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários