Política

Edivaldo Júnior é contra projeto que beneficiaria São Luís

O projeto seria voltado para o bairro da Forquilha.

Edivaldo Holanda Júnior.

Edivaldo Holanda Júnior.

O alvará que permitia à empresa Roque Aço e Cimento, desenvolver o Projeto Bem Estar, construindo uma área de lazer destinada aos moradores do bairro da Forquilha, levando transformação social ao local, foi revogado pela Prefeitura de São Luís e provocou intenso debate durante a sessão da Câmara Municipal de ontem.

Membro da bancada governista na Casa, o vereador Francisco Chaguinhas (PSB), disse que a decisão do poder público era uma reivindicação da população que já havia realizado manifestações na rodovia MA-201 contra a obra da empresa.

— Não sabemos a procedência e as intenções da Roque Aço e Cimento em expandir seu empreendimento num terreno que, segundo fui informado, pertence à Prefeitura de São Luís, — declarou Chaguinhas.

A alegação de Chaguinhas é, sem sombra de dúvidas, uma piada e deboche. A decisão tomada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação, é na verdade uma tentativa de a Prefeitura impedir que a empresa venha desenvolver sua contrapartida social no bairro da Forquilha.

Depois de conceder alvará liberando a realização do empreendimento, a prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação, voltou atrás e sem justificativas reais revogou o documento, impedindo assim, a esperança no combate ao tráfico.

ENTENDA O CASO
A empresa Roque Aço e Cimento é proprietária de um imóvel situado no bairro Forquilha com dimensão de 7.606,44 m². Durante algum tempo o terreno serviu, de maneira precária, como campo para prática desportiva. Em 2013, a empresa resolveu expandir, construiu seu novo empreendimento e iniciou conversas com a comunidade local no intuito de definir a contrapartida social visando trazer benefícios à comunidade para que as mesmas fossem desenvolvidas em conjunto com a construção de sua nova sede.

SAIBA MAIS
Uma liminar expedida no último dia 29 de outubro, pelo juiz Cicero Dias de Sousa Filho, titular da 4ª Vara da Fazenda Pública, em São Luís, derrubou a suspensão dos efeitos da decisão administrativa que revogou o alvará de construção nº 000532/14-16, possibilitando que a empresa dê continuidade à obra. De acordo com a decisão da Justiça em anexo, em caso de descumprimento, a Prefeitura pode ser condenada a pagar multa diária de R$1.000,00.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

20 comentários em “Edivaldo Júnior é contra projeto que beneficiaria São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Alana Tavares

    Acho muito errado a prefeitura não liberar essa obra que só traz benefícios para as pessoas do bairro e da cidade de São Luís.

  2. Geraldo Brandão

    Tudo que for bom pra nossa cidade esse prefeitinho vai ser sempre contra….. Não faz nada pela cidade nem deixa ninguém fazer…. Quer ver é o povo na miséria….

  3. Antônio Pedro

    Prefeitão de primeira viagem,já chega atrapalhando a comunidade! Se agt tem uma chance de ter algo o cara não quer ajudar! Tamo junto com a Roque! Abre o olho prefeito!

  4. João

    muita gente mesmo ali da área nao foi de acordo com essa obra entao a prefeitura ta certa de nao liberar.

  5. Andre Luis

    Essa aço Maranhao de repente é a fada madrinha dos pobres e oprimidos ne? Me poupe! Esse é o velho discurso de empresa que explora, comete erros graves e depois oferece obra pra se justificar com a sociedade

  6. Renato

    tem que consultar a população … Se nem todos estao de acordo algum motivo tem. O povão é que deve decidir

  7. Lucas

    Parece coisa da vale e da alumar que exploram horrores e depois vem com essa de parque botânico, praça o escambal… Nunca me enganaram!

  8. Tagory Cardoso

    Passei pela obra hoje e constatei que o gramado já está quase pronto. A sensação que tenho é que a prefeitura quer retomar o local para os traficantes exercerem suas funções tranquilamente.

  9. ANONIMO

    Nosso bairro é dominado pelo tráfico de drógas. São eles que ficam forçando alguns moradores a ser contra o projeto. Nunca tivemos nenhuma atenção da Prefeitura ou de qualquer outro. Agora que temos chance de ter algo realmente bom para a comunidade a Prefeitura vem com essa falsa moralidade.
    Acho que tem que botar é a força policial para fazer a segurança da população e fazer uma pesquisa, ai sim a Prefeitura verá que todos aqui querem o projeto.

  10. ROSILANE

    CONCORDO COM O RENATO, O POVÃO É QUE DEVE DECIDIR SE A ROQUE FAZ A ÁREA DE LAZER PARA BENEFÍCIO DA COMUNIDADE OU NÃO FAZ NADA. ORA! SE ELA É DONA FAZ O QUE BEM ENTENDER

  11. PAULO PEREIRA

    SENHOR PREFEITO VAMOS DEIXAR O ROQUE TRABALHAR.
    ELE É UM CABA MUITO DO BOM E O SENHOR DEVIA ERA AJUDALO NO LUGAR DE ATRAPIA.

    OS PAIS DE FAMILIA DA FORQUILHA ESTÃO EM PESO COM ELE POIS ESTA DE PARABENS

  12. Fernando

    Rapaz se falta seguranç na cidade vá choramingsr no colo de Roseana Sarney, pois é do Estado a rsponsabilidade de conferir segurança ao cidadão … nao conhece a responsabilidade de cada esfera de poder e fica ai falando besteira. E mais: nesse caso bem aí, se a população toda ainda discute a proposta é por que tem dúvidas, entao faz algo de inteligente continua nesse teu anonimato.

  13. Rosilane

    Fernando, acho que não trata de dizer aqui que segurança é responsabilidade do estado e que prefeitura não tem nada a haver com isso, o problema em questão é que o prefeito não pode achar que pelo fato de a parte de segurança pública ser de responsabilidade do estado que ele necessário tenho o direito de ser do contra.
    E outra coisa, entenda que não estou fazendo defesa de Rosesna, mas, para esse projeto o que não faltou foi o apoio do policiamento militar do estado que honrou o seu papel e ajudou no projeto quando muitos vagabundos tentaram depredar e intimidar a empresa a recuar.
    Eu não sou funcionária, não moradora da Foquilha, mas, acompanhei a luta deles em prol dessa causa e torço para que consigam sucesso em tudo.
    A dúvida que existe aqui que a população quer e precisa de uma resposta é essa: Porque senhor Edivaldo Holanda é contra?
    Alternativas:
    Será que existe algum deputado estadual que em véspera de eleições esteve no local com cabos eleitorais fazendo promessas?
    Será que traficantes poderiam ter financiado a campanha desse possível deputado?
    Será que poderia existir um concorrente da Roque Aço e Cimento que poderia ter financiado a campanha do mesmo deputado e poderia ter interesse em prejudicar a empresa?
    Por que será que o prefeito não se manifestou e não dialogou com representantes da empresa?
    Por que será que mais de 2000 pessoas assinaram um abaixo assinado a favor do projeto?
    Será que o prefeito não sabia de nada?

  14. Maria

    CONCORDO COM A ROSILANE, VC DISSE TUDO.

    PARABÉNS ROQUE ACO E CIMENTO PELA INICIATIVA DO PROJETO, E SEMPRE UNS BONS SÃO VENCECORES E VCS SERÃO SE DEUS QUISER.

  15. Johnny

    Eu como cristão evangélico me envergonho, um prefeito que se diz Crente é contra uma projeto de benefícios para a pululação da forquilha… no bairro sem asfalto saneamento básico sem creche e nenhuma seguração… o projeto como esse nenhum bairro próximo tem, eu vi a obra ta seguindo como esta no site, pelo menos ele tá cumprido o que prometeu a população e o
    prefeito ? Prefeito vamos nos unir prefeitura Roque e Comunidade para o bem de todos.

  16. Tiago Souza

    Os direitos estão hj muito difusos, e pouco claros. Por que a presença de uma empresa gerando empregos, e apresentando um projeto de natureza social, recebe a pressão de autoridades, dificultando a execução.

    Que está por trás dessa ação ? Que interesses foram contrariados? O tráfico de drogas foi neutralizado . Será que existe alguma ligação com esse evento?

    Precisamos apoiar quem produz, e ainda procura exaltar a função social da empresa. Olho vivo , Sr. Prefeito !

  17. ALINE MICHELLE

    A população CLAMA E QUER ser beneficiada por esse Projeto, ESTAMOS DO SEU LADO ROQUE AÇO E CIMENTO, vamos lutar juntos contra essa prefeitura/Sr.Edivaldo Holanda Jr., que nada faz pelo povo de São Luís.

  18. ALINE MICHELLE

    A unica palavra que consigo pensar numa situação dessa é INDIGNAÇÃO, que pais é esse, onde os politicos que se dizem “Donos do Poder”, que deveriam está do lado da comunidade, do povo, do bem-estar do seu povo, lhe viram as costas…Acho que nossos políticos perderam completamente seus parâmetros,“IMPEDIR” que uma empresa traga benefícios a população e ajude no combate as drogas e a criminalidade é lamentável. É hora de mudar esse estado de coisas. A paciência do cidadão tem limite. Por outro lado, é importante que os cidadãos não permaneçam de braços cruzados vendo as coisas acontecerem. Indignar-se é preciso.E reeleger esses políticos NUNCA MAIS.

  19. Washington

    Pergunta: qual o principal concorrente da Roque aço e cimento? Quem é o dono dessa empresa concorrente? Qual o principal financiador de campanha do prefeitinho juninho e seu pai holandão ?
    Resposta 1: total ferro
    Resposta 2: Barbosa
    Resposta 3: Barbosa engenharia .
    Está aí o interesse da prefeitura em não deixar a empresa roque aço e cimento crescer…. O manda chuva Barbosa não quer….. Nem quer que nada seja feito nada para o povo…..
    Vê se abre o olho povo da forquilha, a prefeitura, nem o prefeito juninho, nem holandão nunca vão fazer nada por vocês….

  20. Alfredo Neto

    A prefeitura devia olhar era o saneamemto basico, as ruas ao redor do campo em questão nao tem asfalto, esgoto a céu aberto, não temos uma praça de lazer no setor a iluminação é precaria!

    ME COMPRE UM BODE PREFEITURA, NAO FAZ NADA, E NAO DEIXA NINGUEM FAZER

    PEDE P KH E SAI PREFECTORIO

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários