Política

Os contratos da gestão Madeira em Imperatriz

A empresa Instituto de otorrino Dr. Aureo C Cangussu Ltda., abocanhou o contrato de mais de meio milhão.

Quando o assunto é sobre investimento elevados do executivo municipal na área da saúde, o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), é o que mais se destaca.

Madeira que deu holofote negativo a sua administração após contratar e recontratar – na ordem de R$ 2,3 milhões – a empresa Remac Odontomédica Hospitalar Ltda, acusada pela Polícia Federal do Piauí de participação no esquema de “notas fiscais frias”, volta a ganhar notoriedade nos contratos celebrados visando melhorar o sistema de saúde.

Prova disto, foi o mais recente contrato feito pelo diretor Gessivan Lopes Morais, lotado na Secretaria de Saúde, com a empresa Instituto de otorrino Dr. Aureo C Cangussu Ltda., para prestação de serviços médicos nas áreas de Otorrinolaringologia e Cirurgia de cabeça e pescoço.

Com autorização do prefeito tucano, o contrato foi fechado desde o dia 01 de abril, por mais de meio milhão. E pasmem: a prestação de serviços médicos tem a vigência de apenas 180 dias. Ou seja, quase R$ 100 mil por mês. Caso não utilize toda verba, retorna para os cofres do município.

Mas tudo isto é, ao que parece, a ponta do iceberg dos contratos escandalosos feitos com recursos próprios, estadual e federal como – por exemplo -, o segundo aditivo para locação de maquinas nas cifras de R$ 1,2 milhão. Confira abaixo o extrato de contrato


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários