Política

Parecer pelo indeferimento da candidatura da prefeita de Amarante é elogiado na Câmara Federal

O momento é de grande expectativa em Amarante e por falar neste município.

O deputado federal Francisco Escórcio (PMDB-MA) disse que era uma aberração a prefeita de Amarante, Adriana Luriko Kamada Ribeiro, estar no cargo que, a seu ver, não deveria estar. Muito bem o parecer da Procuradora Geral Eleitoral, Sandra Cureal, dizendo que ela concedeu ajuste salarial e vale-alimentação à professores no período vedado, quando ao desdenho feito pelo marido, Gildásio Chaves Ribeiro, ex-prefeito de Fortaleza dos Nogueiras e o ex-prefeito de Amarante, todos com uma vasta lista de crimes por improbidade administrativa.

O momento é de grande expectativa em Amarante e por falar neste município, o deputado Chiquinho Escórcio desde o primeiro momento procurou ajudar a todos de Amarante, se empenhando sem que aquilo que ele julga um absurdo fosse concretizado.

Na última reunião para tratar do assunto na Câmara dos Deputados, o parlamentar foi enfático quando disse à ministra Gleisi Hoffmann que as ONGs de maneira maldosa e desrespeitosa procuravam de toda forma trazer um conflito armado no Maranhão. Pediu providências ao Palácio do Planalto para que as alterações com vistas às demarcações de terras indígenas tivesse critério mais rígido, principalmente aqueles da ampliação. Sempre que foi para debater esse tema, o deputado esteve muito presente com todos, prefeita, ex-prefeito e sociedade organizada de Amarante.

“Não posso deixar que a paz e o progresso sejam quebrados num município que tem tudo para explodir na Região Tocantina do meu querido Maranhão”, disse o deputado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

23 comentários em “Parecer pelo indeferimento da candidatura da prefeita de Amarante é elogiado na Câmara Federal”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Reinaldo

    Neto Ferreira O que vc tem de informações sobre este processo.
    Ele pode resultar na cassação da prefeita?

  2. netoferreira

    Com certeza amigo, a situação da prefeita é muito complicada…

  3. Reinaldo

    Sempre que puder matenha o povo de Amarante informado

    grato!!!!

  4. Reinaldo

    Mas vc fala isso por falar porque tem conhecimento de algo sobre o processo?

  5. netoferreira

    Nobre, ao meu ver, o processo deve caminhar pelo indeferimento.

  6. Nonato

    ou neto nós aqui da cidade de amrante estamos sabendo de outra condenação da prefeita de amarante é que ela esta quase 5 anos sem fazer nenhum concurso público e existe quase 1000 contratados na folha do municipio. e a justiça condenou ela a pagar 100 mil reais de multa diaria até fazer o concurso publico. tem como vc investigar esse fato!

  7. netoferreira

    Também foquei sabendo Nonato, só que tive dificuldade em achar essa condenação.

  8. José Sales Da Silva

    O comentário aqui na cidade é realmente este, que a prefeita nunca realizou concurso publico, visto que a cidade tem em torno de 1000 contratos, chegando aos 1500 ano passado pelo fato de ser ano eleitoral.

    Quanto a essa ação do MP local, sei que é de interesse dele a realização do concurso publico, visto que a prefeita resiste, porque tem muitas promessas de emprego realizadas e caso venha realizar esse concurso, teria medo de ter que desempregar varios aliados e cabos eleitorais com medo de uma possivel nova eleição no futuro.

  9. netoferreira

    Acho que a realização de concurso público ajudará no desenvolvi,neto da gestão dela.

  10. José Sales Da Silva

    Quanto a essa informação da obrigatoriedade da realização do concurso, seria muito importante se o blogueiro nos informasse desta imposição do ministério publico local e da possível multa.

  11. netoferreira

    Vou verificar a respeito dessa cobrança do MP… Publicarei logo que conseguir a informação!

  12. Barbosa Neto

    Procuradoria Geral dá parecer pelo indeferimento de candidatura da prefeita de Amarante do Maranhão
    A prefeita Adriana Luriko concedeu reajuste salarial e vale-alimentação a professores caracterizando crime eleitoral

    A Procuradoria Geral do Ministério Público Federal, emitiu parecer pelo indeferimento do registro de candidatura da prefeita de Amarante do Maranhão, a assistente social Adriana Luriko Kamada Ribeiro (PV), que foi reeleita no último pleito municipal.

    Adriana e seu vice tiveram suas candidaturas indeferidas em 1ª e deferida na 2ª instância. O recurso especial aceito pela vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, foi juntado ao Processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e agora aguarda julgamento, podendo ainda chegar até o Supremo Tribunal Federal (STF).

    Existe uma grande expectativa em relação ao processo, que deve gerar uma grande movimentação na política daquele município do qual a oposição acredita em novas eleições.

    De acordo com o parecer da Procuradoria, o recurso especial diz que a conduta da gestora configurou crime eleitoral após conceder reajuste salarial e vale-alimentação aos professores no período vedado. Confira abaixo o parecer.

  13. netoferreira

    Barbosa Neto obrigado por participar comentando…

  14. Barbosa Neto

    Parecer da PGE é pelo indeferimento da candidatura de prefeita de Amarante do MA

    A prefeita de Amarante do Amaranhão, Adriana Luriko Kamada Ribeiro (PV), ainda terá que enfrentar alguns dissabores na Justiça Eleitoral. A gestora que comemorou a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, que em dezembro do ano passado por 4×2 deferiu seu registro de candidatura (reveja aqui), agora teve uma “derrota” na Procuradoria Geral Eleitoral (PGE).

    De acordo com o parecer da PGE, da procuradora Sandra Cureal, é pedido o indeferimento do registro da atual prefeita reeleita do município de Amarante. A decisão final agora será do pleno do Tribunal Superior Eleitoral, mas Adriana entra no processo com um parecer contrário da PGE.

    Adriana Ribeiro é acusada de abuso de poder e conduta vedada, pelo fato de em maio de 2012 ter concedido reajuste salarial e de vale-alimentação de professores e do pessoal de apoio à classe.

    O juiz de 1º grau havia cassado o registro de Adriana e do seu vice, Jônatas Lima, mas ela conseguiu reverter a decisão no TRE-MA tendo inclusive o aval do Ministério Público Eleitoral, que entendeu que o reajuste foi setorial e não geral, o que não configuraria uma conduta vedada.

    No entanto, a decisão agora será do TSE e o processo de Adriana Ribeiro, que vai dividindo opiniões, pode e deve parar no STF – Supremo Tribunal Federal

  15. Amarantino

    Como a prefeita poderia fazer concurso se o ex prefeito deixou mais de 300 servidores na folha de pagamento no dia 31 de dezembro de 2008? Coisa vergonhosa foi o ex prefeito fazer um concurso em 2007 e só nomear os mais de 300 no ultimo dia do seu governo, fez isto porque perdeu a eleição, o ex prefeito tentou voltar ao poder em 2012 mas foi rejeitado pelo povo de Amarante pela quarta vez, quanto ao parecer da PGE realmente prejudica a prefeita atual, mais ainda tem outros capitulos, vamos esperar o julgamento final, quero dizer que o deputado que não foi eleito, Chiquinho falastrão Escocio, nunca fez nada pelo municipio de Amarante, aqui o povo o conhece como doido e mentiroso, foi o que ele mesmo disse na inauguração da agencia do INSS, esse deputado só deixa o povo de Amarante envergonhado com suas atitudes desequilibradas, menos deputado, o troco vem em 2014.

  16. Barbosa Neto

    PREFEITO (A) NEGOCIA APOIO PARA SALVAR O SEU MANDATO
    Para se salvar da cassação, um (a) prefeito (a) da região tocantina já teria fechado um acordo com um conhecido político maranhense. A moeda de troca será o apoio que o “ficha suja” vai dar na campanha política para um “desconhecido” filho deste político, que pretende ser deputado estadual. Como pagamento, o pai figurão, lhe prometeu mexer com os pauzinhos, para livrar da cassação esse prefeito (a).

  17. Barbosa Neto

    QUEM SERIA A PREFEITA E O DEPUTADO?

    PREFEITO (A) NEGOCIA APOIO PARA SALVAR O SEU MANDATO
    Para se salvar da cassação, um (a) prefeito (a) da região tocantina já teria fechado um acordo com um conhecido político maranhense. A moeda de troca será o apoio que o “ficha suja” vai dar na campanha política para um “desconhecido” filho deste político, que pretende ser deputado estadual. Como pagamento, o pai figurão, lhe prometeu mexer com os pauzinhos, para livrar da cassação esse prefeito (a).

  18. Barbosa Neto

    Neto tem mais essa informação do tal deputado que a prefeita de Amarante teria feito um acordo seria Adriano Sarney, muito ligado ao Sarney Filho.Segundo rola na cidade, ele Adriano pretenso candidato a Deputado em 2014 foi quem articulou perante o TRE MA na compra da setença para que a prefeita não perdesse no julgamento regional. O fato mais curioso é que após a prefeita vencer no TRE MA, o mesmo Adriano Sarney esteve em Amarante na posse da então prefeita e mais recentemente no ultimo final de semana com Luis Fernando onde estiveram anunciando obras eleitoreiras

    qual teu email que envio as fotos do Adriano Sarney no ultimo final de semana com a Prefeita e o então secretario de Infra estrutura em Amarante.

  19. Barbosa Neto

    Verdade virá a tona!!!!!!!!!

    O futuro nos espera!!!!

  20. Barbosa Neto

    ??????????????????????

  21. Barbosa Neto

    ?????????????????????????????

  22. consciente

    bom dia neto so gostaria de dizer para essa pessoa quer se indetifica como amarantino que de amarantino não tem nada. que o deputado chiquin escocia e um dos unicos deputado que e contra a demarcação das terra ao contrario do deputado que esse cidadão com certeza defende.deputado esse que e a favor da demarcação

  23. consciente

    neto esse tal de amarantino esta querendo tampar o sol com uma peneira se não tinha mais vagas para fazer um concurso publico como ela conseguiu empregar mais de 1000 pessoa no ano passado

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários