Política

Crianças padecem por falta de transporte escolar em Governador Edison Lobão

“O que a gente sente é ver tanto dinheiro desperdiçado em uma embarcação dessa e nossos filhos sem estudar”, lamenta pai de aluno.

Os moradores dos povoados de Setor Agrícola e Serra Quebrada, ambos no município de Governador Edson Lobão, distante 35 km de Imperatriz, reclamam da falta de transporte escolar para os estudantes das respectivas localidades. Um barco, com capacidade para 21 pessoas, que deveria transportar os alunos da Ilha de Serra Quebrada até o povoado onde fica a escola está há mais de um ano parado sem nenhuma serventia.

“O que a gente sente é ver tanto dinheiro desperdiçado em uma embarcação dessa e nossos filhos sem estudar, sem estrada, sem transporte terrestre e muito menos por água. Então, esse é um desperdício o que mexe muito com a gente que é pai de família”, lamenta seu Francisco que é pai de aluno.

Prefeito Evandro Viana.

Prefeito Evandro Viana.

Além do barco parado, os moradores e estudantes reclamam da falta de infraestrutura na estrada que dá acesso aos povoados e dos ônibus que fazem o transporte de alunos. Segundo a estudante Eucides, na semana passada o ônibus quebrou e eles tiveram que andar quase 7km a pé.

O estudante Maik Souza, que hoje cursa a primeira série do Ensino Médio, já perdeu um ano de estudo por falta de transporte escolar e reclama da situação. “Precisamos de alguém sério que coloque transporte melhor pra nós para dá mais qualidade de vida. A gente faz cursinhos para tentar entrar no mercado de trabalho e crescer na vida, mas tá difícil”, afirma.

Para os alunos da noite a situação ainda é pior pelas condições da estrada e do veículos que transporta os alunos. Na semana passada o ônibus quebrou o diferencial e a viagem foi interrompida. Os estudantes dizem que estes problemas são comuns. Um relatório com as fotos da estrada e do ônibus quebrado juntamente com um baixo assinado foram encaminhados para a secretaria de educação de Governador Edson Lobão e os estudantes aguardam uma resposta. ( Do Imirante )


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Crianças padecem por falta de transporte escolar em Governador Edison Lobão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. anonimo

    Não é só nessa regiao q esse mal prefeito prejudica os alunos da zona rural não: No povoado casas novas o risco ainda é maior. Vejam: ele contratou uma caminhonete D10, segundo informações, essa caminhonete pertence a ele, mas de fato negociou com o candidato derrotado do grupo dele, Sr. Francivete. Olha só o risco que ele submeteu os alunos e o dano aos cofres publicos pelo enriquecimento ilicito: Segundo informacões dos próprios familiares dos beneficiados com o negócio, Evandro teria concedido a D10 ao seu comparsa Francivete com o aluguel para transportar os alunos pra estudarem em montes altos, mas que o valor do aluguel fosse apenas assinado pelo contratado sem receber, e, ao final do mandato esse carro ja iria pertencer ao contratado, e para mantenca do carro durante o mandato, o Sr. Francivete recebeu um cargo de chefe de setor de departamento. O risco maior ficou para os alunos que receberam um motorista desabilitado pra conduzir essa caminhonete de segunda a sexta até a cidade de montes altos. O motorista alem de nao possuir carteira de habilitacao, sofre de problemas cardiaco, inclusive, ja foi submetido a cirugia, hoje dispensado pelos medicos com laudos impossibilitando-o de exercer qualquer trabalho, luta junto a justica federal para garantir seu beneficio previdenciario, mas foi usado pelo prefeito e o ex candidato a vereador Francivete, para segurar o compromisso deles e, estar de posse do volante da D10 transportando os alunos normalmente sem se preocupar com o perigo as criancas dependentes de transporte pra garantirem seus futuros. moradores e pais de alunos ja devem ter acionado o munisterio publico para punir os autores, mas ainda nao foi tomado nenhuma providencia.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários