Política

Soliney Silva perde mais uma na justiça

Não é a primeira vez que o prefeito deixa de efetuar os repasses às entidades e a justiça o obriga a fazê-los.

Prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva

Prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva

Depois de deixar o Sindicato dos Servidores Municipais de Coelho Neto e a APSERV sem os devidos repasses que normalmente são descontados dos salários dos servidores associados às entidades citadas na folha de pagamento da prefeitura referentes a mensalidades sindicais e planos de saúde, o prefeito Soliney Silva – PSD que se gaba de estar fazendo uma “grande gestão” no município, sofreu semana passada mais uma derrota na justiça local.

É que tão logo essas entidades ficaram sabendo da possibilidade de não receberem os repasses devidos, fato antecipado pelos meios de comunicação a serviço do governo municipal, acionaram sua assessória jurídica que impetrou Mandado de Segurança de natureza preventivo contra o mandatário municipal, de modo que a justiça diante da farta documentação que lhe foi apresentada concedeu liminar em favor das mesmas, impondo multa diária no valor de R$ 700, 00 (Setecentos reais) em caso de descumprimento da medida liminar.

Não é a primeira vez que o prefeito deixa de efetuar os repasses às entidades e a justiça o obriga a fazê-los. Na época, ao ser questionada sobre o assunto pelo presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, a secretária de educação municipal o teria informado que estava seguindo orientação da assessoria jurídica da administração municipal.

De duas uma: Ou o prefeito é muito teimoso, ou sua assessoria jurídica é muito ruim a ponto de fazer uma recomendação que vá de encontro ao que determina a lei. (Com informações do blog João Sousa).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários