Política

Em 2014, Ribamar Alves é ‘sarneyzista’ desde pequeno

Prefeito de Santa Inês faltou ao encontro de prefeitos aliados a Flávio Dino que fazem oposição.

Blog do Daniel Aguiar

É, no mínimo, estranha a ausência do prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), no jantar de confraternização das lideranças maranhenses de oposição realizado na noite do último dia 28, em Brasília. Na pauta, o assunto fluía com naturalidade e sempre voltava ao tema ‘compromisso de unir as forças da oposição para eleições de 2014 no Maranhão’.

Ribamar Alves é aliado oculto do grupo Sarney.

Ribamar Alves é aliado oculto do grupo Sarney.

O evento contou com as presenças do prefeito de São Luis, Edivaldo Holanda Júnior, do presidente da Embratur, Flávio Dino, dos deputados federais Weverton Rocha, Simplício Araújo, Domingos Dutra, Waldir Maranhão, além de pelo menos mais três prefeitos, secretários e ex-prefeitos do Maranhão. Ribamar não ‘deu as caras’.

Por outro lado, se considerarmos os acontecimentos recentes, a ausência de Ribamar no jantar passa a não ser tão estranha assim. Analisemos: Em novembro de 2012, Ribamar Alves participou de um encontro realizado pelo governo do Maranhão em São Luis. Na ocasião, o então deputado federal e prefeito eleito (ainda não empossado) já dava mostras de que o oposicionismo parecia ter sido jogado no lixo junto com os restos dos palanques usados na campanha para prefeito. “Temos um enorme potencial de desenvolvimento econômico e com essa mão estendida [da Roseana Sarney] podemos fazer, juntos, um Maranhão melhor para todos”. Um maranhão melhor para todos… junto com Roseana Sarney? Não era bem isso que Ribamar dizia nos comício, mas foi essa a declaração que fez durante o encontro com a governadora.

Em meados de janeiro deste ano, já devidamente empossado, o socialista requisitou um espaço na agenda da governadora para uma conversa particular de ‘interesse público’. E o encontro de fato ocorreu a portas fechadas. Tanto que nem o governo do Estado nem o do município de Santa Inês se preocupou em divulgar as informações. A princípio, o noticiado – inclusive pelo Notas do Daniel Aguiar (veja matéria aqui) – foi que o prefeito iria discutir, entre outros assuntos (não revelados), a implantação do Hospital Macrorregional de Santa Inês. O estranho é que depois do encontro ninguém falou absolutamente nada sobre o assunto. Era como se a tal reunião sequer tivesse ocorrido. Mas, ocorreu.

Agora ocorre uma reunião de lideranças oposicionistas em Brasília e Ribamar Alves simplesmente não aparece. Estranho. Ou, nem tanto. Prefiro acreditar que ele nem apareceu no encontro Nacional de Novos Prefeitos a crer que ele mudou de lado assim… tão rapidamente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Em 2014, Ribamar Alves é ‘sarneyzista’ desde pequeno”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. PINHEIRENSE

    Ribamar Alves deve eh trabalhar pela melhoria da qualidade de vida do povo de santa inês.E deixar Flávio Chorao chupando dedo.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários