Política

Pereirinha contesta críticas sobre reajuste de salários

Simplesmente é sempre a Câmara de Vereadores que acaba gerando tamanha repercussão.

Isaíais Pereirinha

Isaíais Pereirinha

O presidente da Câmara de São Luís, Isaías Pereirinha (PSL), rebateu as críticas que a Casa vem sofrendo nos últimos dias, após noticíario, sobre o reajuste salarial dos vereadores, aprovado no fim da legislatura anterior.

Segundo ele, não houve alteração no subsídio dos parlamentares. “O que realmente ocorreu foi apenas uma readequação nos vencimentos dos 31 vereadores”, declarou.

Pereirinha disse que a população tem toda a razão em tecer críticas, mas que está sendo feito tempestade em copo d´água, à medida que desde 2008 os vereadores não tiveram seus subsídios alterados. “De lá para cá, houve aumento nos vencimentos do Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa que não foram repassados ao Legislativo Municipal. Portanto, no fim do ano passado decidimos readequar à realidade”, frisou.

Ele acrescentou que a população tem que se informar também sobre o subsídio dos senadores, dos deputados federais e dos deputados estaduais. “Simplesmente é sempre a Câmara de Vereadores que acaba gerando tamanha repercussão. Mas é bom que se diga que um vereador ganha 75% daquilo que recebe um deputado estadual, que hoje ganha R$ 20 mil. Enquanto, o deputado estadual recebe 75% do que ganha um deputado federal, e assim por diante. É o famoso efeito cascata”, ressaltou.

Blogs e outros meios de comunicação também começaram a divulgar a matéria, mostrando que cada um dos 31 vereadores de São Luís começará a legislatura com um salário 52,9% maior.

A matéria também revela que os vereadores tiveram seus vencimentos reajustados de R$ 9.155 para R$ 14 mil, medida aprovada ao apagar das luzes do exercício letivo passado.

Com informações de O estado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários