Política

João Castelo será investigado por atos de improbidade administrativa

MP fará uma força tarefa para investigar ex-prefeito de São Luís

Ex-prefeito,alvo de investigação

Ex-prefeito,alvo de investigação

A procuradora-geral de justiça informou que em 2013 o Ministério Público irá priorizar as ações de combate à improbidade e que alguns procedimentos já foram adotados.

Regina Rocha citou a criação de uma comissão especial de promotores de justiça para apurar o não pagamento dos salários dos servidores municipais de São Luís no mês de dezembro de 2012, primeira ação concreta desencadeada por uma força-tarefa criada pelo MP do Maranhão com o objetivo de investigar atos de improbidade administrativa no município de São Luís.

Fato este que estremeceu a economia ludovicense, onde servidores ficaram sem receber salários e 13°, levando uma medida nada convincente do prefeito Edivaldo Holanda a parcelar em 3x, os salários.

A procuradora afirmou, ainda, que irá emitir Recomendação aos promotores de justiça para que instaurem inquéritos para apurar possíveis crimes dos gestores públicos ao final de suas gestões.

João Castelo está sendo alvo de investigação por suposto desvio de verbas no Fundeb e do SUS.

Conforme noticiado neste blog ,o escândalo do desvio de combustível, onde uma empresa ligada a SEMUS foi vasculhada, veja. Além do estado de calamidade em que foi deixado os Socorrões, sendo necessário a atual gestão mover campanha de arrecadação de alimentos. E por último o abandono de materias escolares que deveriam serem usados por alunos da rede municipal, onde foi constatado mais de 300 mil livros didáticos.

Em fevereiro, o MPMA irá realizar um encontro com todos os prefeitos eleitos para conscientizá-los sobre a defesa da transparência e da probidade administrativa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários