Política

Dívida do Socorrão I supera R$ 6 milhões

Direção do hospital pede apoio da Procuradoria para apurar prejuízio milionário.

O diretor geral e o procurador autárquico do Hospital Municipal Djalma Marques fizeram um requerimento à procuradoria-geral do município pedindo apoio na apuração da dívida financeira deixada pela antiga administração. Diante do pedido, o procurador Alexsandro Rahbani, recebeu nesta quinta-feira, 24, a direção do Socorrão I.

Yglésio Moyses, diretor geral do hospital, apresentou um relatório da dívida deixada no principal centro de saúde do município. Nas últimas duas semanas, o médico e sua equipe têm levantado todos os dados e contratos. No total o HMDM acumula um prejuízo de R$6.575.991,38, este valor estar relacionado à prestação de serviços realizados ao Socorrão I sem o devido
empenho, que acaba ferindo o artigo 60 da Lei 4.320/64.

O procurador autárquico, Duarte Júnior, informa que fica claro que a situação importa em graves prejuízos a Administração Pública e fere a legislação, mais conhecida como Lei de Responsabilidade Fiscal. Ele conta que “a atual gestão vê-se prejudicada na execução de suas funções tendo em vista o déficit financeiro promovido no exercício passado”.

Ainda está sendo apurado outras questões como contratos irregulares com fornecedores e prestadores de serviço, além de desvio de funções em vários setores do hospital, casos em que servidores concursados como enfermeiros ocupando cargos de médicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários