Política

Bomba! Polícia Federal investiga eleição de Léo Coutinho em Caxias

PF avança investigação sobre fraude nas urnas que deram vitória ao advogado.

Como um furacão revirando as entranhas das eleições municipais de cidade da Caxias com a sigilosa investigação da Polícia Federal sobre o resultado das urnas que favoreceram políticos da Região, está prestes a estourar uma bomba que reacenderá pelos cantos da cidade os odores fétidos de irregularidade.

Eleição de Léo Coutinho é investigada pela PF.

Eleição de Léo Coutinho é investigada pela PF.

E os fortes indícios de irregularidades que fez a Polícia Federal do Maranhão instaurar um inquérito para apurar as denúncias de urnas lacradas que supostamente foram violadas para favorecer o advogado Leonardo Barroso Coutinho, o Léo Coutinho (PSB), que foi eleito prefeito de Caxias, com 40.004 votos (53,80%).

Além das suspeitas de fraude praticamente comprovadas, um vereador também relatou a PF não ter obtido êxito quando tentava votar em seu número.

A Polícia Federal constatou a fraude em 37% das urnas eletrônicas, das quais eleitores tentavam votar no peemedebista Paulo Marinho Júnior – filho do ex-prefeito Paulo Marinho que teve 25.490 (34,28%). Ocorre que, a imagem que aparecia na urna nada mais nada menos era do prefeito eleito de Caxias, Léo Coutinho.

Segundo fonte do Blog do Neto Ferreira, o estopim está aceso e a bomba pode estourar ainda no primeiro semestre deste ano. Aguardem!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários