Poder

Deputada faz apelo para combate ao crime de pistolagem no MA

Faltando um mês para completar 15 anos da morte do delegado Stênio Mendonça, a deputada Eliziane Gama (PPS) fez um apelo na tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (25), para o combate ao crime de pistolagem no Maranhão. Ela citou a morte do jornalista Décio Sá, ocorrida na noite da ultima segunda-feira (23) e também o assassinato de um personal trainer, na terça-ferça (24).

“No meu entendimento é histórico e cada ano precisamos realmente ter um olhar diferenciado no que foi a morte do delegado Stênio Mendonça, vítima da pistolagem e do crime organizado no Estado. No dia 25 de maio de 1997, o delegado foi assassinado com dois tiros na cabeça na Avenida Litorânea. Tivemos anteontem a morte do colega, jornalista Décio Sá, e ontem o assassinato de um personal trainer, numa demonstração clara, que de 1997 pra cá, a pistolagem ainda é uma situação viva neste Estado”, comentou.

Segundo a deputada, existem inúmeras pessoas que estão incluídas no Programa de Proteção às Vítimas e Testemunhas de Violência no Estado do Maranhão (Provita) e também da lista de cerca de 70 pessoas que precisam de proteção e não foram colocadas no programa por falta de recurso suficiente.

“Temos uma lista de pessoas que precisariam ser protegidas pelo Provita, mas que não têm a devida proteção, porque esse programa é um programa que não tem recursos suficientes para a proteção em nosso Estado”, destacou.

Eliziane fez um apelo para que haja atenção especial do Poder Legislativo para este problema e pediu a Assembleia Legislativa que encaminhe requerimento a Secretaria Estadual de Segurança Pública pedindo proteção e segurança para a Promotora de Justiça, Lítia Cavalcanti, uma mulher que combate o crime organizado no Maranhão.

“Lítia Cavalcanti é uma mulher que tem combatido de uma forma veemente e determinada o crime e a máfia neste Estado. Ela tem sido uma mulher combatível e determinada, por isso precisa de proteção. Que fique registrado nos anais desta Casa, que estamos preocupados com a segurança dessa promotora”, enfatizou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

MPF condena ex-prefeito de São João do Sóter por apropriação e desvio de verbas federais

O Ministério Público Federal  conseguiu junto ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) confirmar a condenação do ex-prefeito do município de São João do Sóter (MA), Clodomir Costa Rocha, por crime na gestão de recursos financeiros federais. A verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef) estava destinada à reforma de escolas do município.

Segundo relatório do TCU, a quase totalidade dos recursos do Fundef objeto da auditagem (período de janeiro a setembro de 2001) foi sacado diretamente pelos próprios gestores, através de cheques emitidos em favor da própria emitente/prefeitura, sem qualquer indicação explícita a cerca da finalidade dos recursos. O relatório indica ainda que, dos R$ 1.145.705,00 da receita do período, R$ 909.916,00 foram sacados nessas condições.

Essa mesma auditoria apontou a não realização de reformas previstas, indícios de montagem do processo licitatório das obras e a falta de correlação entre os pagamentos realizados e os saques da conta-corrente do Fundef.

A denúncia oferecida pela Procuradoria da República em Caxias foi recebida em 2006 pela subseção judiciária de Caxias, que condenou o ex-prefeito a pena restritiva de direito, prestação pecuniária no valor de dez salários mínimos e perda do cargo público, com inabilitação para o exercício de cargo ou função pública pelo prazo de cinco anos.

Após apelação interposta por Clodomir Rocha, na qual requereu sua absolvição, o TRF-1 considerou hábeis as provas para condenação do ex-prefeito, negando provimento ao recurso e mantendo a pena já sentenciada em primeira instância.

Como o ex-prefeito não tem mais direito a recurso, o MPF encaminhou à Justiça Federal petição de execução da pena, após o trânsito em julgado do acórdão publicado pelo TRF-1.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Assembleia divulga nota de pesar sobre a morte do jornalista Décio Sá

O presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo (PMDB), em nome de toda a Casa, lamentou profundamente e manifestou pesar pela morte do jornalista Décio Sá, assassinado na noite da última segunda-feira (23), na Avenida Litorânea.

O deputado prestou condolências à família do jornalista e disse que, assim como toda a sociedade maranhense, espera das autoridades competentes a “pronta apuração do episódio e a punição exemplar do culpado”.

Logo após o pronunciamento de Arnaldo Melo, o Parlamento prestou um minuto de silêncio em memória do jornalista.

Leia a nota na íntegra:

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa externa seu pesar pelo trágico e abrupto assassinato do jornalista Décio Sá, ocorrido na noite de ontem, dia 23, na Avenida Litorânea. O Maranhão se sente sumamente abalado pela infausta notícia e do falecimento deste profissional da imprensa que trabalhava no Jornal O Estado do Maranhão e era também titular dos blogs mais acessados pelos nossos leitores maranhenses. Toda a sociedade espera das autoridades constituídas a pronta apuração do episódio e a punição exemplar do culpado. A Assembleia se solidariza com a família enlutada neste momento de sofrimento enviando-lhe sinceras condolências em nome dos parlamentares e dos funcionários desta Casa. Peço que todos se postem de pé para que prestemos um minuto de silêncio a este profissional que trabalhou tantos anos ao nosso lado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Disque-Denúncia: R$ 100 mil por informações sobre morte de Décio

Décio Sá

Décio Sá

No início da tarde desta terça-feira (24), o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, concedeu entrevista coletiva sobre o assassinato do jornalista Décio Sá, acontecido na noite dessa segunda-feira (23), em um bar da Avenida Litorânea. Aluísio Mendes voltou a enfatizar que a morte de Décio Sá foi “encomendada” e garantiu que nenhuma hipótese sobre o assassinato do jornalista está descartada.

O secretário explicou, ainda, que o autor dos disparos que tiraram a vida de Décio Sá podem ter sido efetuados por um homem natural de outro Estado, uma vez que, em nenhum momento, o criminoso se preocupou em esconder o rosto.

De acordo com depoimentos de testemunhas, a polícia já tem as características do assassino. Seria um homem forte e moreno com cabelos lisos e com traços indígenas. No entanto, a Secretaria de Segurança Pública, ainda, não divulgou o retrato-falado do bandido.

O Disque-Denúncia está oferecendo R$ 100 mil por qualquer informação que leve a polícia a elucidar o assassinato do jornalista Décio Sá. O valor em dinheiro foi conseguido a partir de doações de dois empresários.

Qualquer informação sobre os autores e mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá pode ser repassado ao Disque-Denúncia. Os telefones são o 3223-5800 (capital) e 0300-313-5800 (interior).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Presidente do senado José Sarney, quer punição para assassinos de jornalista

Imirante.Com

Em nota divulgada na manhã desta terça-feira (24), o presidente do Senado, José Sarney, lamentou a morte do jornalista e blogueiro Décio Sá, que foi brutalmente assassinado com seis tiros, em um bar da Avenida Litorânea, nessa segunda-feira (23). Confira a nota na íntegra.

NOTA DE PESAR

É com grande indignação e profundo pesar pessoal que lamento a morte do jornalista Décio Sá.

Sarney e Décio Sá

Sarney e Décio Sá

Brutalmente assassinado, o jornalista foi pioneiro no jornalismo online maranhense e tinha como principal virtude profissional a busca pela notícia, pela reportagem investigativa, que a muitos incomodava, mas também lhe garantia um espaço único no cenário jornalístico e uma legião de seguidores.

 Mesmo jovem, Décio já havia marcado seu nome como um dos grandes jornalistas maranhenses, e na história do jornalismo brasileiro ficará como um dos pioneiros a utilizar os modernos meios de comunicação, desenvolvendo um trabalho de qualidade e grande alcance.

 Esse crime hediondo, brutal e cruel tem que ser desvendado para punir os culpados e despertar, cada vez mais, a consciência para a proteção e o respeito à liberdade de imprensa. Seu assassinato, além de uma atrocidade, é um atentado à democracia.

 À família o meu mais sincero pesar e irrestrito apoio e solidariedade.

Aos colegas de profissão, o engajamento para que essa covardia não fique impune, que a policia identifique os assassinos e a justiça seja feita de forma exemplarmente rigorosa.

José Sarney


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Washington: 'A determinação do Governo é prender os culpados'

Washington Oliveira

Washington Oliveira

Diversas autoridades políticas, entre os quais, o vice-governador Washington Luiz, empresários, além da Superitendente do Sistema Mirante de Comunicação, Teresa Murad Sarney, e do diretor do Jornal O Estado do Maranhão, Ribamar Corrêa, estão presentes no velório do jornalista e blogueiro Décio Sá, de 42 anos, que acontece na PAX União, na rua Grande, centro da capital maranhense.

O vice-governador Washington Luiz disse que a determinação do governo do Estado é que a polícia cumpra o seu papel em prender os culpados. Ele aproveitou para elogiar o trabalho do jornalista afirmando que Décio era um jornalista polêmico e incansável na busca da notícia.

– A morte do jornalista Décio Sá causou revolta à sociedade maranhense. Portanto, toda a sociedade tem que contribuir para que possamos localizar essses criminosos – comentou o vice-governador.

Raimundo Monteiro, presidente Regional do PT, disse que Décio Sá deu uma parcela de contribuição muito grande para o jornalismo do Maranhão e do Brasil.

O jornalista e blogueiro Décio Sá foi executado com cinco tiros, ontem à noite (23), em um bar na avenida Litorânea


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Secretaria de Segurança Pública fará coletiva onde divulgará retrato falado dos assassinos

Aluisío Mendes

Aluisío Mendes

Ás 13:00 hrs, a SSP fará uma coletiva para começar as investigações da morte do Jornalista Décio Sá.

Delegados da capital Maymone Barros, Jeffrey Furtado, Guilherme Sousa Filho, Augusto Barros, Marcos Affonso Júnior e Sebastião Uchoa irão se reunir,o caso necessita ser elucidado o mais rápido possivel.

O maior Jornalista do Maranhão foi brutalmente assassinado na segunda-feira,(23), com 6 tiros na avenida litorânea.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Presidente do TJ lamenta morte do jornalista Décio Sá

Presidente Guerreiro Júnior

Presidente Guerreiro Júnior

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Antonio Guerreiro Júnior, disse lamentar profundamente a morte do jornalista Décio Sá – a quem definiu como um bom amigo e profissional exemplar –, e pediu o empenho máximo do sistema de segurança do Estado para encontrar rápido os mandantes e executores do crime.

“Esse é um tipo de delito que pensei abolido no Maranhão. É óbvio que as notas e comentários do jornalista desagradam a muitos, mas daí recorrer a um assassinato para calar uma voz discordante é algo que eu, como magistrado, e também a sociedade, não entendemos e não concordamos”, enfatiza o presidente.

As ações da gestão de Guerreiro Júnior na presidência do TJMA, e assuntos do Judiciário maranhense e nacional, eram destaque semanal no Blog do Décio. Para o jornalista, o desembargador era fonte diária quando tinha dúvidas sobre matéria jurídica.

A presença constante no tribunal, Décio Sá esteve pela última vez no prédio do TJMA na tarde de sexta-feira (20) para acompanhar o anúncio da exoneração de assessores do Judiciário denunciados por suposta extorsão a um empresário.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeito João Castelo divulga nota de pesar á morte do jornalista Décio Sá

São Luís perdeu um de seus mais obstinados jornalistas. Profissional respeitado e admirado pela sua coragem e determinação, Décio Sá exerceu o jornalismo como sacerdócio, com trabalho ininterrupto, zeloso na apuração de denúncias e na busca pela verdade dos fatos.

A brutalidade do assassinato é uma afronta à liberdade de expressão e à democracia, o que exige investigação rigorosa e punição exemplar aos responsáveis.

Nossos sinceros votos de solidariedade à família de Décio Sá e à imprensa de São Luís e do Maranhão, que perde uma de suas vozes mais lúcidas e ativas. Que a justiça prevaleça.

São Luís, 24 de abril de 2012.

JOÃO CASTELO RIBEIRO GONÇALVES

Prefeito de São Luís


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Que Deus o tenha Décio Sá

Os peritos do IML dizem que o jornalista Decio Sá foi assassinado com 6 tiros de pistola, sendo 3 na cabeça e 3 em outras partes do corpo.

Uma multidão ainda permanece no Bar e Restaurante Estrela do Mar, na Avenida Litoranea. Decio Sá fazia parte de uma família de 10 irmãos e deixa má filha de 8 anos e a mulher, Silvana, gravida de 2 meses!

A cidade está tomada por blitz,muita viatura espalhada pela cidade,o autor dos disparos contra o jornalista Décio Sá seria moreno, de cabelos escuros

APolícia encontrou o carregador da pistola 0.40, usada pelo autor dos disparos contra o jornalista Décio Sá,o assassino fugiu pelos morros da avenida Litorânea

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.