Poder

Surto psicótico no trânsito põe em xeque periodicidade de exame psicológico

Por Milton Corrêa da Costa

O administrador de empresas e artista plástico Michel Goldfarb Costa, de 33 anos, que atualmente não exercia atividade profissional -vivia de aplicações financeiras na bolsa de valores- residente num condomínio de luxo em Cotia, na grande São Paulo, e que deu causa, na manhã da última segunda-feira (09/01/12), a um verdadeiro “dia de fúria” e pânico no trânsito de São Paulo, gerado por um surto psicótico dos mais violentos e inusitados ( roubou carros, provocou acidentes e deu cerca de vinte tiros pra todos os lados), disse-se- “perseguido”, apresentou-se ontem num Distrito Policial, após ter sido decretada sua prisão temporária. Foi indiciado por tentativa de homicídio, uma das vítimas foi baleada gravemente na barriga e uma outra de raspão, roubo de carro e disparo a esmo de arma de fogo, além de crimes de dano, tendo colidido,  durante a tresloucada ação, com dois automóveis e um ônibus, numa cena típica de filme americano: “Motoristas velozes e furiosos”

O delegado responsável pelo caso, Marcos Antônio Manfrin, do 26º Distrito Policial, no Sacomã, disse acreditar que o administrador tenha tido um “surto psicótico”. “Aparentemente não há motivação, a não ser um surto”, afirmou. A namorada de Michel Costa prestou depoimento anteriormente e o descreveu como uma pessoa fechada, com poucos amigos e quase nenhum contato com a família, e que não trabalhava. A mulher contou à polícia que tudo começou às 4h de segunda- feira. Costa era conhecido por ter mais de dez cachorros, e eles começaram a latir nesse horário -o casal havia ficado acordado até tarde vendo filmes. O administrador teria ficado com medo de que a casa tivesse sido invadida. “Ele teve uma briga recente com o vizinho em relação ao barulho (dos cães) e teria sido ameaçado”, disse Manfrin. “Quando a namorada dormiu, ele (Costa) saiu de casa deixou tudo aberto, as portas abertas e saiu ao volante do carro, vestindo o colete e com a arma em punho”.

”A relação dele com a namorada era boa -o casal está junto há quatro anos e se vê aos fins de semana. O surto não ocorreu por conta de uma briga”, afirmou o delegado-adjunto Dalmir de Magalhães. O tenente da Polícia Militar Guilherme Willian Pacheco definiu a ação como um “dia de fúria”. Segundo ele, a ação “foge do padrão de um assalto”. “Ele em um dia de fúria e loucura teria pego uma arma e um colete e efetuado vários disparos em via pública”, afirmou. A namorada declarou-se perplexa.

Perplexo, em verdade, estamos todos nós cidadãos pacíficos com tanta loucura no trânsito. Não é a primeira vez que surtos psicóticos acontecem no trânsito brasileiro, ainda que tal fato tenha sido inédito em sua tipificidade, porém traz novamente à baila a questão do estranho fenômeno da hiperagressividade ao volante. Na noite 23 de julho de 2008, no bairro da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, um cidadão, ao atravessar uma rua em companhia de seus dois filhos e por haver reclamado de um condutor, que momentos antes avançara o sinal vermelho, foi alvejado com um barra de ferro na cabeça pelo motorista infrator. Em estado grave e em coma foi submetido a uma cirurgia no cérebro. Acabou adquirindo sequelas até hoje pela brutal e injustificada agressão. O motorista agressor era portador de esquizofrenia paranoide. Os dois filhos da vítima, que presenciaram a cena, de 13 e 14 anos, na ocasião, certamente também poderão adquirir, talvez pelo resto de suas existências, graves seqüelas psicológicas. Terão no mínimo aprendido que vivemos no mundo globalizado da violência, também produzido pelo comportamento assassino no trânsito.

No ano passado, na manhã de um sábado, num terminal rodoviário na Zona Oeste do Rio, um jovem de 25 anos resolveu furtar um ônibus ( a chave encontrava-se na ignição e o motorista ausente), percorrendo, em desabalada e perigosa carreira, um trecho de mais de 20 km, causando no trajeto vários acidentes, sendo perseguido pela polícia, só sendo detido já no Bairro de Botafogo, na Zona Sul da cidade. O jovem retornava de um festa e também era usuário de droga e havia consumido bebida alcoolica em demasia numa festa durante a madrugada, numa mistura explosiva que tem dado causa, nas madrugadas dos finais de semana, a muitas tragédias envolvendo a imprudência de jovens na barbárie do trânsito brasileiro.  

Tais fatos, de extrema agressividade e loucura ao volante, colocam em xeque, sem dúvida,  atuais normas do Conselho Naional de Trânsito quanto à necessidade premente da realização, quando da renovação da carteira de habilitação do exame psicológico também para motoristas amadores. Atualmente a obrigatoriedade é para os que exercem atividade remunerada ao volante  e outros motoristas profissionais. Quantos condutores, pós primeira habilitação, aos 18 anos, já adquiriram com o passar dos anos, graves doenças mentais, alguns vivendo ad eternum à base de remédios controlados e continuam dirigindo? Quantos são dependentes de drogas ilícitas e dirigem? Os Departamentos Estaduais de Trânsito  têm ciência disso? Têm controle sobre essa grave questão? Por que não incluir imediatamente o exame psicológico, na renovação da CNH, de 5 em 5 anos, também para motoristas de categoria A (motociclistas) e B ( carros de passeio)?

Nesse contexto de perigo iminente em vias públicas coloca-se também em xeque a Psicologia de Trânsito, ciência que estuda e diagnostica o comportamento de condutores de veículos. Que estranho poder possui o binômio trânsito/automóvel que transforma pessoas educadas no convívio social em agressivos, imprudentes, deseducados e muitas vezes assassinos do volante? Não seria o momento de rediscutirmos os conceitos e os testes empregados na avaliação  psicológica de motoristas, revendo as normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito? Que perfil devemos desejar para um motorista menos agressivo e mais equilibrado, num trânsito urbano cada vez mais caótico, principalmente nos grandes centros urbanos?

Não há dúvida que a Psicologia de Trânsito precisa evoluir para detectar, nos candidatos à obtenção da CNH e para os que a renovam, a tendência para possíveis distúrbios psicóticos, mesmo referentes  a acentuado estresse, hiperagressividade, os possíveis dependentes de drogas e os já doentes mentais. Fica aqui a proposta ao Conselho Nacional de Trânsito. A sociedade já em pânico, ante a violência da criminalidade, não pode ficar também a mercê dos loucos do volante. Trânsito é meio de vida, não de comportamento perigoso e desajustado.

Milton Corrêa da Costa
Coronel da reserva da PM do Rio de Janeiro


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Câncer de próstata será o mais comum entre os homens, aponta o INCA

O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) prevê que pouco mais de 1 milhão de brasileiros receberão, nos próximos dois anos, o diagnóstico de câncer no País. Estima-se que os novos casos da doença devam atingir 50,8% dos homens, sendo o câncer de próstata a doença mais comum entre eles.

As estatísticas apontam a necessidade de ações públicas de conscientização em relação à importância do rastreamento e da detecção precoce, de modo a oferecer um melhor prognóstico dos casos identificados. Além disso, o INCA, que há pouco tempo tinha questionado o exame de rastreamento, voltou a ter posicionamento favorável, pois é uma das formas mais eficazes de descobrir o tumor em estágio inicial e, consequentemente, conseguir maior sucesso no tratamento.

“As novas estatísticas devem contribuir para o conhecimento do que é a doença, como podemos tratá-la, além da importância do rastreamento precoce, pois em qualquer tipo de câncer, com um diagnóstico tardio é sempre mais difícil de tratar” comenta o Dr. Anderson Silvestrini, presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia (SBOC) em São Paulo.

Tão importante quanto o diagnóstico precoce é a forma de tratamento e, em qualquer que seja o tipo de câncer, é consensual que a doença não precisa estar associada a um atestado de morte. “Com as novas descobertas, tratamentos individualizados de acordo com a linha histológica e drogas cada vez mais avançadas e alvo-específicas, as taxas de remissão ou cura são hoje uma realidade incontestável, ao mesmo tempo em que a qualidade de vida do paciente é cada vez maior”, destaca o Dr. Silvestrini.

Para o câncer de próstata, por exemplo, a medicina conta com alternativas cada vez menos dolorosas que aumenta a aderência do paciente ao tratamento. Uma dessas substâncias é o acetato de leuprorrelina. Comercializado como Eligard e com aplicação subcutânea (sob a pele), proporciona maior conforto ao paciente. Além disso, a agulha, por ser menor e mais fina, facilita a adesão da leuprorrelina.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Após estudar na web para a Fuvest, maranhense espera por vaga na USP

O maranhense Carlos Vinicius quer cursarengenharia na USP (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)

O maranhense Carlos Vinicius quer cursarengenharia na USP (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)

O estudante Carlos Vinícius Souza Ribeiro, de 17 anos, viajou de São Luís (MA), onde mora, para São Paulo para fazer as provas finais do vestibular da Fuvest em busca de uma vaga em engenharia na Escola Politécnica. Ele fez pela primeira vez o processo seletivo para vagas na Universidade de São Paulo, já que vive longe demais para prestar como treineiro. Após entregar a terceira e última prova da segunda fase, o estudante, confiante em seu desempenho, foi encontrar o pai em um dos locais mais frequentados na breve visita da dupla à capital paulista: a Livraria Cultura, no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista.

Ao contrário da maioria dos estudantes, Carlos decidiu não fazer cursinho e passou o ano de 2011 estudando sozinho em casa. Seu método foi dedicar um canto do quarto aos estudos, para realizar provas e exercícios retirados da internet. “Fiz as provas da Fuvest de 2008 até 2011”, afirmou o vestibulando. Ocasionalmente, ele usava também a biblioteca comum da família, que conta com quase 2.500 livros e vai ganhar novos exemplares adquiridos em São Paulo.

O jovem cortou festas, academia e paqueras e passou quase o ano todo dormindo menos de sete horas por noite. Ele estudava por conta própria das 9h30 até a hora do almoço, ia ao colégio no período da tarde e retomava os estudos entre 22h e 2h. Apenas para treinar a redação Carlos contou com uma professora particular durante o ano. Seu truque para não se estressar com tanto esforço era o treino de basquete, duas vezes por semana. Viagens só de trabalho: ele foi duas vezes ao Distrito Federal para o vestibular da Universidade de Brasília (UnB) e duas para São Paulo, apenas para a Fuvest.

“Valeu a pena esse ano esforço. Você tem que se dedicar para conseguir seu objetivo. Namoro só é bom quando adiciona, quando um entende o outro. Eu por enquanto tenho outra responsabilidade”, explicou o estudante.

Esforço recompensado

O jovem maranhense e seu pai

O jovem maranhense e seu pai

O desempenho de Carlos na primeira fase indicou que a estratégia do maranhense funcionou. O vestibulando somou 72 pontos na prova com 90 questões de múltipla escolha, com 80% de acerto na primeira fase (a Fuvest anulou uma questão, considerando 89 no total). A nota de corte para seu curso foi de 63 pontos.

Na segunda fase, ele afirmou que considerou as provas tranquilas. “A última estava mais difícil que as outras, acabei deixando uma de matemática em branco porque não deu tempo”, afirmou. Mesmo assim, ele espera conseguir uma boa pontuação por causa da nota alta na primeira fase.

Além disso, Carlos passou na UnB no vestibular do meio do ano, mas não conseguiu se matricular porque ainda não havia terminado o ensino médio, e tirou a segunda melhor nota na primeira fase da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Ele ainda vai usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para tentar uma vaga na Universidade Federal do Ceará.

Do G1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Maranhense é morto com três tiros após reagir a assalto, em Manaus

Um mototaxista foi morto após reagir a um assalto na noite desta terça-feira (10), na Rua Pantanal, Zona Leste de Manaus. Ele foi alvejado com três tiros pelo corpo.

Segundo informações de moradores próximo ao local do crime, o mototaxista teria parado a moto após chegar no lugar indicado pelo suspeito. Minutos depois, o homem anunciou o assalto.

Na ação, a vítima teria tentado reagir, mas acabou ferida com um tiro na mão e dois na região lombar. Após o crime, o suspeito fugiu na motocicleta roubada.

O mototaxista chegou a ser socorrido e encaminhado para o Hospital Platão Araújo, Zona Leste da capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu momentos antes de chegar à unidade de saúde.

Familiares da vítima, que estiveram no Instituto Médico Legal (IML), Zona Norte, para a identificação do corpo, informaram que o mototaxista será encaminhado para o Maranhão, de onde era natural.

O caso foi encaminhado a Delegacia Especializada em Roubos Furtos e Defraudações (DERFD) por se tratar de um latrocínio, roubo seguido de morte.

Do G1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bia Venâncio entrega escolas reformadas e ampliadas em Paço do Lumiar

Prefeita Bia Venâncio entrega  Escola Joao de Assis Moraes

Prefeita Bia Venâncio entrega Escola Joao de Assis Moraes

Durante toda a manhã desta quarta-feira a prefeita Bia Venâncio junto da Secretária de Educação a Profª Amelia Carvalho entregaram 3 escolas de ensino básico totalmente reformadas e ampliadas nas localidades da Maioba, Mocajutuba e Iguaiba.

As estregas começaram pela U.E.B Garrastazu Médici no bairro da Maioba que foi completamente reformada e recebeu um novo espaço para atividades educacionais, unidade de ensino que dispõe de aulas em todos os turnos na formação de educação fundamental.

A prefeita foi recebida pelos alunos e professores da escola Garrastazu Médici com uma grande festa pois a escola desde a sua fundação nunca havia sofrido uma reforma.

Secretário Thiago Aroso se emociona durante entrega das escolas

Secretário Thiago Aroso se emociona durante entrega das escolas

O secretário de orçamento e gestão Thiago Aroso se emocionou ao lembrar que quando criança estudou naquela escola em um momento difícil da vida uma vez que seus pais moravam em frente a escola.

Na ocasião a prefeita Bia Venâncio aproveitou para fazer a entrega de 5 ônibus novos para o transporte escolar.

A segunda escola a ser entregue foi a U.E.B Francisco Oliveira Dias na localidade do Porto do Mocajutuba ontem também recebeu severas melhorias e ampliações em sua estrutura além de mobília nova para os professores e alunos.

A alegria dos moradores e funcionários era nítida no semblante de cada um que acompanhava a entrega daquela escola e a prefeita ainda foi homenageada por uma criança aluna da escola que cantou uma musica para todos que estavam ali.

A ultima escola a ser entregue durante a manhã de quarta-feira foi a U.E.B João de Assis Moraes na comunidade de Iguaiba que assim como as outras também passou por reformas e ampliação recebendo novos matérias didáticos, lousas e carteiras novas em suas salas de aula.

Acompanhada de seus secretário a prefeita Bia Venâncio assistiu a apresentação de uma coreografia feita pelos alunos da escola, ressaltou a vitória de em apenas um dia poder entregar três (03) escolas para as crianças luminense e declarou que ainda em sua gestão pretende construir mais cinco (05) escolas em todo o município sendo uma em Iguaiba.

Os vereadores do município também acompanharam a prefeita em sua “itinerancia”  pelas escolas do município, o presidente da câmara Alderico Campos sempre ao lado da prefeita lembrou da importância do legislativo municipal atuando junto com o executivo e que somente depois de sintonia que foi possível a realização de varias ações e obras em Paço do Lumiar.

Na próxima semana a secretária de educação ira entregar mais três (03) escolas reformadas e ampliadas e dará inicio a obra em outras escolas da rede municipal de ensino.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Maranhão Basquete passa vergonha e perde na prorrogação

Iziane tentou mais não conseguiu levar o time a frente

Iziane tentou mais não conseguiu levar o time a frente

A torcida bem que fez a sua parte: compareceu em excelente número ao Ginásio Castelinho na noite desta quarta-feira (11) e incentivou a equipe do Maranhão Basquete. Mas o incentivo dos cerca de sete mil torcedores não foi o suficiente para a equipe maranhense sair de quadra com a segunda vitória consecutiva na Liga de Basquete Feminino (LBF). Apesar de lutarem muito, as atletas do Maranhão Basquete foram derrotadas por São José-SP por 73 a 70 na prorrogação.

Apesar da derrota, a equipe maranhense foi aplaudida de pé pelos torcedores que reconheceram o esforço da equipe. Iziane, cestinha da partida com 31 pontos, e Renatinha, que anotou 16 pontos e pegou 4 rebotes, foram as principais destaques do time maranhense. Pela equipe paulista, Tatiane, com 22 pontos, teve atuação de destaque.

No próximo sábado (14), com transmissão do canal SporTV, o Maranhão Basquete volta a quadra em busca da primeira vitória dentro de casa. A equipe maranhense enfrenta o Basquete Clube-SP às 18h, no Ginásio Castelinho. Já o São José-SP, recebe o Blumenau-SC também no sábado.

O Maranhão Basquete é patrocinado por Gatorade e tem o apoio do governo do Estado do Maranhão, do Sistema Mirante, da Academia Estação Saúde, da Bus Transportes, do Hotel Praia Mar, da Federação Maranhense de Basquete e do Studio Fotográfico Ayrton Valle.

Mais notícias sobre o Maranhão Basquete você confere no blog oficial da equipe. O endereço é o www.maranhaobasquete.com.br


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Juiz prorroga interdição da Penitenciária de Pedrinhas

O juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais da Capital, Jamil Aguiar, emitiu, nesta quarta-feira (11), uma Portaria prorrogando o prazo de interdição total da Penitenciária de Pedrinhas. A prorrogação foi sugerida pelo Ministério Público e, até lá, a unidade não poderá receber novos presos sem autorização do juiz.
A interdição de Pedrinhas deu-se em função das péssimas condições estruturais da penitenciária, bem como outros fatores. Para o juiz, a situação na unidade é degradante, haja vista as condições intoleráveis a que são submetidos os presos.

De acordo com o magistrado, além da total falta de higiene, da situação de desamparo e das condições de insalubridade, alguns setores necessitavam de reformas urgentes. “Essa situação prejudica não apenas a população carcerária, mas também aos familiares dos presos”, afirma o juiz.

A reconstrução e funcionamento da enfermaria e dos setores médico e odontológico, bem como dos pavilhões e celas, estavam entre as exigências, que observavam requisitos e padrões do Departamento Penitenciário Nacional, do Ministério da Justiça.

A prorrogação é retroativa a 25 de dezembro de 2011, quando expirou o primeiro prazo dado pela VEP. “Como a interdição anterior havia vencido em pleno recesso forense, fui a Pedrinhas hoje avaliar as condições do lugar para saber se podia liberá-la, mas pouca coisa evoluiu quanto às obras de reforma desde quando determinei a interdição da penitenciária pela 1ª vez, em agosto do ano passado”, justificou Aguiar.

Durante inspeção realizada nesta quarta-feira, o juiz conversou com Elias Martins Costa, proprietário da empresa VRM Engenharia e Serviços Ltda., empresa que está realizando as obras em Pedrinhas. Ele informou que o prazo para entrega das obras finda em maio de 2012.

Em função disso, Jamil estendeu até maio a interdição da unidade prisional. A inserção de novos presos na penitenciária fica condicionada à autorização expressa do juiz.

Jamil Aguiar inspecionou a Penitenciária de Pedrinhas acompanhado do promotor de justiça da Vara, William Siqueira, do superintendente de Estabelecimentos Penais, Afrânio Martins, de diretores de Pedrinhas, agentes do Grupo Especial de Operações e de policiais militares.

Entendendo o caso – Em maio de 2011, a 1ª Vara de Execuções Penais da Capital, através de Portaria, interditou parcialmente a Penitenciária de Pedrinhas. A situação somente voltaria ao normal se o Estado cumprisse com algumas exigências. Essa interdição durou 90 dias.

Nesse prazo, o Estado deveria adotar providências para o restabelecimento da unidade prisional, entre elas promover a transferência de presos entre estabelecimentos penais da capital e proibir o ingresso de presos de qualquer natureza, origem e motivo na Penitenciária São Luis, Pedrinhas, Casa do Albergado Feminino e Masculino, sem autorização expressa da VEP. Segundo o juiz, ao final desse prazo, nada foi feito.

Em agosto de 2011, o juiz determinou a interdição total da Penitenciária de Pedrinhas, com a obrigação de realizar obras de reforma em alguns setores, entre outras providências. “O Estado entrou com um Mandado de Segurança, tentando suspender a interdição, mas não obteve êxito”, enfatiza Jamil Aguiar.

Por causa da situação em Pedrinhas, a VEP chegou a conceder a prisão domiciliar a mais de 280 presos do regime semiaberto. Através de Portaria, Jamil Aguiar chegou a solicitar ao então corregedor-geral da Justiça, desembargador Antonio Guerreiro Júnior, que recomendasse aos juízes do interior que criassem mecanismos para possibilitar o retorno de presos que passassem do regime fechado para o semiaberto às suas comarcas de origem, e que evitassem o envio de presos desse regime para cumprimento de pena em São Luís.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ronaldo Bagé é o novo treinador do Peixe-Pedra

Ronaldo Bagé é o novo treinador do Peixe-Pedra
Apresentação do técnico aconteceu nesta terça-feira e contou com a presença do prefeito Gil Cutrim que, mais uma vez, garantiu total apoio ao São José de Ribamar Esporte Clube.
 
O técnico Ronaldo Bagé foi apresentado, na última terça-feira (10), como novo treinador do São José de Ribamar Esporte Clube. A apresentação aconteceu no Estádio Municipal Dario Santos, localizado na sede do município de São José de Ribamar, e contou com a presença do prefeito Gil Cutrim (PMDB), cuja administração presta total apoio ao Peixe-Pedra.  

O prefeito ressaltou aos atletas e a comissão técnica a importância de trabalhar no São José que, segundo ele, tem uma torcida que apóia o time e cobra quando tem que cobrar.

Gil Cutrim disse que como prefeito, desportista e amante do futebol está totalmente a disposição da equipe para ajudar naquilo que estiver ao seu alcance.

Ele afirmou que a idéia da diretoria é montar um time com condições de conquistar, de forma inédita, o titulo do Campeonato Maranhense de Futebol deste ano.

O técnico Ronaldo Bagé, que na temporada passada dirigiu o Cia Norte, afirmou que chega ao São Jose de Ribamar Esporte Clube com o objetivo de fazer um grande trabalho.

Para a estréia do time no Campeonato Maranhense 2012, marcada para o dia 22 na cidade de Barra do Corda, contra o time do Cordino, muitas observações serão feitas para que ele possa colocar em campo a melhor formação.

Sobre a contratação de novos jogadores, ele afirmou que primeiro precisa avaliar o elenco que encontrou para depois indicar alguns atletas que possam vir para acrescentar qualidade ao grupo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

O bom exemplo do ministro para a reflexão dos meus motoristas

Por Milton Corrêa da Costa

É extremamente evidente e cristalino e os números da tragédia nos mostram – uma média de 100 mortos /dia- que há uma cultura enraizada de desrespeito às normas de trânsito no Brasil. O perfil de boa parte de nossos motoristas é de imprudência, aversão às regras de circulação, acentuado grau de estresse e deseducação. Não há disciplina consciente no trânsito brasileiro. É problema cultural e de carência de maior fiscalização e rigoroso ato punitivo. Precisamos frear o ímpeto dos imprudentes e assassinos em potencial do volante antes que sejamos a próxima vítima. Não basta educar. É preciso também vigiar e punir com rigor.

O resultado de um teste, realizado tempos atrás, junto a um sinal de trânsito no Rio, comprova inequivocamente a cultura da deseducação e “da esperteza” ao volante. Desenvolvido num dia útil, no período da tarde, portanto sob a luz do dia, em local de grande fluxo de veículos e de pedestres, não monitorados por  agentes ou fiscalização eletrônica de trânsito, no bairro de Botafogo ( Zona Sul), na confluência das Ruas Visconde de Ouro Preto com Muniz Barreto, durante um período de  30 minutos, observou-se que chegou a 52 o número de avanços ao sinal vermelho, uma infração capitulada com de natureza gravíssima no Código de Trânsito Brasileiro. Ou seja, inúmeros condutores de veículos, como os que trafegam ‘espertamente’ pelos acostamentos de rodovias, durante os feriadões, descumpriram regra básica de trânsito. É a cultura de que quanto mais cedo chegar ao destino, mesmo que se corra o risco de graves acidentes, tão melhor. Ou seja, levar vantagem, até no trânsito, é o que importa.

O trânsito acaba sendo, pois, diante de tanta esperteza, imprudência e deseducação, a principal causa de morte de jovens no país, numa faixa etária de 15 a 24 anos. Mais de 70% são do sexo masculino. Segundo a ONU, o Brasil é o quinto país em acidentes de trânsito no mundo. O trânsito brasileiro mata 2,5 vezes mais que nos Estados Unidos e 3,7 vezes mais que na Europa. Em média, uma pessoa a cada 15 minutos perde a vida em rodovias e vias urbanas, que produziu, no ano de 2010,  mais de 40 mil óbitos  -a capacidade plena de espectadores do Estádio do Engenhão no Rio-  sem falar nos que adquirem graves sequelas , alguns tornando-se mortos em vida.

Assim é que no país dos escândalos e denúncias de maus exemplos de Ministros de Estado, um deles, o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, aproveitando seu período de férias, tendo atingido mais de 30 pontos em seu prontuário, pelo acúmulo de infrações de trânsito, resolve, de livre e expontânea vontade, com a carteira de habilitação suspensa há dois anos, dar um belo exemplo de humildade e respeito à lei. Paulo Bernardo está frequentando, na capital federal, na Escola de Educação de Trânsito, o Curso (obrigatório) de Reciclagem para Condutores Infratores, num carga horária de 30 horas/aula, envolvendo, conforme norma reguladora do CONTRAN: Legislação de Trânsito (12 horas); Direção Defensiva (8 horas); Noções de Primeiros Socorros ( 4 horas); e Relacionamento Interpessoal (6 horas). O conteúdo programático de Relacionamento Interpessoal envolve os seguintes temas, muito esquecido por maus motoristas: comportamento solidário no trânsito; o indivíduo, o grupo e a sociedade; a responsabilidade do condutor em relação aos demais atores do processo de circulação; respeito às normas estabelecidas para segurança no trânsito e o papel dos agentes de fiscalização de trânsito.

Quantos motoristas brasileiros, em verdade, estariam precisando de uma reciclagem dessas para fazê-los  parar e refletir sobre a conduta deseducada e imprudente no trânsito? Seguramente milhões deles num país onde muitos continuam bebendo e dirigindo, matando, morrendo e mutilando. Há homicidas em potencial conduzindo alucinadamente máquinas mortíferas no trânsito brasileiro, enlutando famílias, causando tragédias, tristeza, dor e sofrimento. O programa Fantástico  (TV GLOBO), do último domingo, mostrou um grave acidente em São Paulo onde os dois motoristas deram causa a uma tragédia durante uma madrugada. Um  (resultou na morte da própria esposa grávida) ao avançar imprudentemente um sinal vermelho e o outro ( já era a segunda vez) que conduzia alcoolizado e em alta velocidade ao ultrapassar o cruzamento. Agora não adianta lamentar. É preciso pensar antes que as tragédias ocorram. Vidas perdidas não ressuscitam.

Fica aqui, portanto, todas as referências elogiosas ao ministro Paulo Bernardo pela demonstração de grandeza, humildade e respeito à cidadania, num país carente de bons exemplos nos diferentes escalões superiores. A verdadeira riqueza, importância e soberania de um país democrático têm início nos bons exemplos que devem vir de cima.

Milton Corrêa da Costa
Coronel da reserva da PM do Rio de Janeiro


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.