Poder

Tá vendo aí Humberto Coutinho! Moradores de Caxias querem oportunidades

Muitas pessoas que estão em busca de um lugar no mercado de trabalho, mas tem mobilidade reduzida. Em Caxias, o exemplo de gente que porta alguma deficiência física ou idosos que estão em plena busca de emprego ou que já conseguiram uma vaga.

Muitos dos problemas enfrentados por pessoas com deficiência têm origem na falta de acessibilidade. Como ir ao trabalho ou frequentar a escola sem transporte adequado e obstáculos nas ruas e calçadas?

Mas as barreiras para entrar no mercado de trabalho, mesmo havendo cotas que obrigam as empresas a contratar pessoas com deficiência, vão além da falta de acessibilidade, o psicológico é determinante e ai que entra a autoestima.

Madalena e Kessilene têm muito em comum. As duas trabalham na mesma empresa, quando crianças forma vítimas da paralisia infantil e não deixaram o preconceito se sobrepor a vontade de ser uma pessoa produtiva. A consultora em Recursos Humanos, Rejane Sousa falou sobre os desafios das pessoas com mobilidade reduzida. “Existem três barreiras: as estruturais, as educacionais e as sociais. A mais importante é a barreira estrutural, a empresa precisa ter uma estrutura para receber esse profissional, as pessoas precisam ter um apoio e ser preparadas para receber esse profissional com mobilidade reduzida, porque eles encontram discriminação”, afirmou.

“Existem mais vagas por conta do crescimento da indústria. A partir de cem funcionários numa empresa já é determinado uma cota para pessoas com deficiência, mas muita gente ainda fica de fora do mercado. As pessoas estão buscando se preparar e não estão mas dependendo apenas de um benefício, eles demosntram um potencial”, esclareceu. (Do G1 MA)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Pedida impugnação da candidatura de Josemar em Paço do Lumiar

Professor Josemar

Professor Josemar

O candidato a prefeito Josemar Sobreiro (PR), após ter recebido apoios de lideranças que é repudiada pela população luminense, a exemplo, do primeiro e único prefeito cassado do município, Mábenes Fonseca, por ter cometido atos de corrupção durante sua gestão e do vice-prefeito Raimundo Filho que também teve seu mandato cassado pela Câmara Municipal por atos de improbidade administrativa, é uma prova que suas alianças que vão de encontro com aquilo que sempre apregoou em seus discursos: que seria a mudança e que não aceitaria apoio de corruptos ou quem já tivesse passado pelo poder. Pelo visto a vontade de querer chegar ao poder o fez esquecer tudo isso. Diante de tudo isso, para dificultar mais ainda o seu projeto politico, o Ministério Público de Paço pede a impugnação da candidatura, a ação foi impetrada pela promotora Raquel Santos, pelo fato dele não ter se desincompatibilizado do cargo de Policial Civil.

Há alguns meses atrás, Josemar Sobreiro foi denunciado pelos membros da Câmara Municipal que assinaram um Requerimento solicitando informações sobre  situação funcional, por estar recebendo seus vencimentos junto a Secretaria de Estado de Segurança Pública sem trabalhar, fato este que o levou a solicitar sua licença sem vencimentos, somente após a ação dos vereadores.

Para Justiça Eleitoral, o candidato deverá se desincompatibilizar, ou seja, pedir o afastamento, porém, como Policial Civil, Josemar Sobreiro pediu apenas uma  “licença sem vencimento”. Com isso, se Josemar não der explicações plausíveis poderá ficar de fora das Eleições 2012, contudo até que isso aconteça, muita água vai correr debaixo da ponte. A Lei complementar Nº 64/90, conhecida como “Lei das Inelegibilidades”, ela é bem clara e traz as principais regras de desincompatibilização. E de se lamentar uma pessoa que se diz professor, ou seja, tão escolado deixar isso acontecer.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Segurança do prefeito de Alto Alegre do Pindaré executa aliado de Fufuca

Em ano de eleição o clima é tenso e perigoso no município de Alto Alegre do Pindaré.

O blog foi informado, agora a pouco, que ocorreu um assassinato ontem, 13, na cidade, por motivo de briga política na região.

Um homem identifica pelo apelido de “cabecinha”, que trabalha como segurança particular do prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Atemir Botelho (PRTB), teria executado um aliado do ex-deputado e candidato a prefeito Fufuca Dantas.

A vitima foi Domingos Filho, mais conhecido como Dominguinhos. Ele era um dos eleitores e apoiadores ferrenho da campanha de Fufuca à Prefeitura de Alto Alegre do Pindaré.

Segundo informações, “cabecinha” estava em uma festa dando tiro para cima com intenção de intimidar os aliados do ex-deputado.

Irritado, Dominguinhos teria falado para o executor não acabar com a festa. Foi o bastante para “cabecinha” alvejar com três tiros a vitima, que não resistiu e morreu no local. O assassino está foragido.

Neste momento, o ex-deputado Fufuca Dantas está dando todo apoio aos familiares da vítima.

Deputado André Fufuquinha

Deputado André Fufuquinha

O deputado André Fufuquinha, em contato telefônico, informou que já teria avisado o ocorrido para o comandante Aires, da PM de Alto Alegre do Pindaré.

O parlamentar disse que espera uma reposta imediata da segurança do município. Segundo Fufuquinha, o policialmente no interior do estado geralmente é submisso ao prefeito da cidade.

Para o deputado, é preciso que o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, mobilize mais reforços para o município nesse ano de eleição.

“É preciso que o secretário Aluísio Mendes resolva essa situação de insegurança no município de Alto Algre do Pindaré nesse ano eleitoral”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Governo propõe plano de carreira para professores de universidades

O Ministério do Planejamento propôs nesta sexta-feira (13) aos professores das instituições federais de ensino um novo plano de carreira para a categoria. Os docentes estão em greve desde 17 de maio. Pela proposta, além da redução dos níveis da carreira, pleiteada pelas entidades que representam os professores, o governo oferece um reajuste que, considerando o salário do docentes em fevereiro deste ano, chegaria a até 45% em três anos, a partir de 2013.

Em maio, o governo federal editou uma medida provisória que concedeu reajuste de 4% à categoria, reatroativo a março de 2012. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento, a proposta apresentada hoje inclui este aumento, que já foi incorporado aos salários dos docentes. A ministra Miriam Belchior afirmou, nesta sexta, que o reajuste vai custar R$ 3,9 bilhões ao governo em três anos.

Segundo dados do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) e do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), o movimento conta com a adesão, total ou parcial, de professores de 56 das 59 universidades federais e 34 dos 38 institutos, além dos dois centros de educação tecnológica (Cefets) e do Colégio Federal Pedro II. Servidores das universidades e institutos federais também estão paralisados desde 11 de junho. (Do G1)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Candidatos a prefeito de Alto Alegre não tem casa na cidade

Alto Alegre do Maranhão é mesmo uma cidade sem sorte. O prefeito Liorne se apossou do município durante os últimos anos e agora quer deixar a tia para sucedê-lo. Importou a candidata Maria Barbara (PMDB). No pedido de registro da candidatura,   Bárbara não informa um único bem, nem um lote de terreno na cidade. Mesmo assim estima gastar R$ 800 mil na campanha.
O candidato Jaime Lopez (PT) é diferente. Jaiminho não é um estranho ao povo altoalegrense. Mas, a exemplo de Bárbara não reside na cidade. Também a sua declaração de bens apresentada na Justiça Eleitoral não consta sequer um terreno em Alto Alegre, os bens estão em São Luis.
Dos três candidatos a prefeito em Alto Alegre do Maranhão, somente Emmanuel da Cunha Santos (PTB), o Maninho,  comprova  ser proprietário de imóvel na cidade, os outros comprovaram a residência no município através da apresentação da velha e boa conta de água e luz.

Clique no nome do candidato para ver os dados apresentados para a Justiça Eleitoral:

Bárbara  ,  Jaiminho,  Maninho de Alto Alegre.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Constatado péssimas condições sanitárias em barracas da Litorânea

Técnicos da Supervisão de Fiscalização da Vigilância Sanitária e da Vigilância em Saúde Ambiental vistoriaram, as condições ambientais e sanitárias das barracas autorizadas a funcionar em área da União das praias da Avenida Litorânea, em São Luís.

Fiscais constatam as péssimas condições sanitárias

Fiscais constatam as péssimas condições sanitárias

Eles observaram diversas irregularidades que estão colocando em risco a saúde dos clientes e causando sérios danos ambientais às praias da capital maranhense.

Foram encontrados problemas no armazenamento dos alimentos e na falta de higiene nas cozinhas e banheiros. Outro problema são as irregularidades no descarte do lixo e óleo e gordura de cozinha e na água utilizada na lavagem de louças, nas descargas dos sanitários e chuveiros.

Os fiscais verificaram que muitas caixas de gordura têm capacidade insuficiente para atender a grande quantidade de resíduos produzidos. Em alguns estabelecimentos, o óleo utilizado na cozinha é lançado diretamente na rede de esgotamento sanitário.

As barracas também apresentaram problemas na documentação. Em nenhuma delas, os fiscais da Sema encontraram a licença de operação que deve ser emitida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente. “Os proprietários terão de providenciar o documento”, alertou Wilame Araújo, técnico ambiental da Supervisão de Fiscalização da Sema.

Para o turista carioca Sandro Fernando, que estava na praia com a família, sentado a poucos metros da água contaminada, a fiscalização deve ser contínua e intensa. “Esse tipo de operação evita que a gente compre alimentos estragados e pegue doenças”, afirmou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Enquanto prefeito tem amnésia, vereadora aumenta patrimônio em mais de 1500%

Blog do Marcelo Vieira

A declaração de bens enviada pelos candidatos ao TSE revela dados interessantes e discrepâncias na evolução patrimonial desses candidatos entre uma eleição e outra.

Num espaço de quatro anos alguns candidatos chegam a elevar em muito seu patrimônio. Em alguns casos é muito difícil de explicar como conseguiram acumular tanta riqueza depois que assumiram cargos públicos, como de vereador e prefeito.

Mas, existem aqueles que não conseguem aumentar o patrimônio. Mesmo ocupando um cargo de prefeito, o que não deixa de ser estranho uma vez que o salário é de aproximadamente 14 mil reais.

Como é o caso do prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Atemir Botelho (PRTB), que na última eleição em 2008, quando disputou pela primeira vez a prefeitura, declarou possuir apenas um computador no valor de R$ 1500. Passados quatro anos, ganhando salário de quase R$ 14 mil por mês, R$168 mil por ano, o prefeito declarou ao TSE para as eleições deste ano apenas R$56 mil em bens. São duas casas e um terreno. Ele não declarou possuir automóvel.

Já com a presidente da Câmara de vereadores de Vargem Grande, Maria da Conceição (PMDB), aconteceu o contrário. Em 2008, quando era professora e concorreu ao cargo de vereadora, havia declarado ao TSE, R$ 167 mil, entre os bens estavam uma fazenda, um apartamento, um salão comercial, um carro, uma moto e 30 mil reais em gado.

Para as eleições deste ano, a vereadora declarou ao TSE a bagatela de mais de R$ 2,5 milhões em bens. A fazenda de 2008 não existe mais. Deu lugar a quatro casas que juntas valem R$ 800 mil. O apartamento que era só um virou dois. Os 30 mil em gado agora são 300. Além de dois terrenos avaliados em R$ 1,1 milhão.

É difícil explicar que o prefeito Atemir Botelho, recebendo cerca de 14 mil por mês , além de ter gasolina e telefone pagos pela prefeitura, fez com todo seu salário e juntar apenas 56 mil reais em quatro anos e ainda em bens, sem declarar nada em dinheiro.

Assim como é muito mais difícil de explicar como uma professora que vira vereadora aumenta o seu patrimônio de R$ 167 mil para mais de R$ 2,5 milhões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Recuperado veículo roubado em Bom Jesus das Selvas

A Polícia Militar apreendeu, em Bom Jesus das Selvas, dois veículos roubados, sendo um automóvel e uma motocicleta, recuperados na última terça-feira, (10). O carro, modelo Fiat Siena, cor preta, placa NNU-1358, foi roubado no estado do Rio Grande do Norte.

Conforme o delegado da Polícia Civil, Vital Rodrigues, da Regional de Açailândia, será feito um levantamento para identificar o proprietário e em que circunstâncias o veículo chegou ao Maranhão.

A motocicleta modelo Yamaha YBR 125, de cor vermelha, placa NNE-4216 foi recuperada durante uma operação policial de rotina. A moto foi roubada em São Luís, dias atrás.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Empossada a primeira ouvidora geral da DPE

Em solenidade na sede da Escola da Defensoria Pública do Estado (ESDPE), o defensor geral do Estado, Aldy Mello Filho, empossou a primeira ouvidora geral da Defensoria Pública do Maranhão (DPE-MA), a advogada Mari-Silva Maia da Silva Ribeiro, que permanecerá no cargo pelos próximos dois anos. O evento foi prestigiado por representantes da sociedade civil, setor no qual a empossada tem reconhecido trabalho de militância social.

Defensor geral, Aldy Mello Filho, empossa Mari-Silva Maia no cargo de ouvidora geral da DPE

Defensor geral, Aldy Mello Filho, empossa Mari-Silva Maia no cargo de ouvidora geral da DPE

Ao dar posse à Mari-Silva, Aldy Mello Filho falou da implantação da Ouvidoria, com a criação do cargo por meio de lei estadual e das experiências buscadas em outras ouvidorias do país. Destacou a realização de audiência pública, onde foram discutidos os critérios para a elaboração da lista tríplice de candidatos ao cargo, elaborada pelo Conselho Estadual de Direitos Humanos.

Mari-Silva Maia é especialista em Sociologia e assessora jurídica da Sociedade Maranhense de Direitos e membro da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão (OAB-MA).

A ouvidora geral empossada disse estar muito honrada com a oportunidade de utilizar sua experiência profissional na luta diária pela defesa dos direitos humanos no estado, à frente da Ouvidoria da DPE/MA.

“O trabalho que vinha realizando pela redução das desigualdades e exclusão social, posso continuar desenvolvendo na Defensoria. A Ouvidoria só tem a fortalecer a missão institucional da Defensoria, a partir do diálogo permanente com o movimento social e as demais instituições do poder público”, destacou Mari-Silva Maia.

Representando à Defensoria Pública da União, o defensor público federal Yuri Costa, disse que a iniciativa da criação do cargo de ouvidor geral é fundamental para qualquer instituição que se pretende democrática. “O trabalho da Defensoria vem crescendo com independência, e, mais uma vez, dá a sua contribuição na construção e consolidação de uma instituição comprometida com os princípios democráticos”, ressaltou.

Participaram, também, da solenidade, a corregedora geral da DPE, Fabíola Barros; o presidente da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Zema Ribeiro; a ouvidora do Ministério Público, Marilea Santos Costa; a ouvidora da Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Direitos Humanos (Sedihc), Amanda Borba; o ouvidor da Segurança Pública, José de Ribamar de Araújo e Silva; e o defensor público Fábio Carvalho, representando a Associação de Defensores Públicos do Maranhão (Adpema).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Iniciado investigação sobre casos de agiotagem no Maranhão

A polícia do Maranhão já iniciou a investigação sobre os crimes de agiotagem no Estado. Uma comissão de delegados analisará toda a documentação apreendida na casa dos suspeitos de participação no assassinato do jornalista Décio Sá. Entre os documentos, estão cheques e notas de empenho de várias prefeituras maranhenses. A informação, foi confirmada pelo sub-delegado geral de Polícia Civil, Marcos Afonso.

“Com a conclusão do Caso Décio já está sendo formada uma nova comissão e já está sendo feito esse trabalho. Já começou esse desdobramento para que esses novos casos sejam analisados, trabalhados e seja dado encaminhamento nesse novo inquérito, que é justamente essa questão fiscal, envolvendo prefeituras e casos relativos a dinheiro público. Nós temos equipes trabalhando em cima dessas pessoas que não foram presas ainda, inclusive em contato com polícias de outros Estados, principalmente do Pará”, esclareceu o sub-delegado.

Para dar continuidade nas investigações, a Justiça prorrogou nesta quinta-feira (12), por mais 30 dias, a prisão temporária de todos os suspeitos de envolvimento na morte de Décio Sá, executado a tiros em um bar da Avenida Litorânea no dia 23 de abril. (Do G1 MA)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.