Poder

Derrota de Castelo será o primeiro passo para o fim da oligarquia Sarney

Castelo em conversa com Sarney.

Castelo em conversa com Sarney.

Não tenho o dom da adivinhação e, também graças à imprevisibilidade da política, não posso afirmar com absoluta certeza o resultado de uma eleição que ocorrerá apenas daqui a uma semana.

À parte isso, inúmeros indicadores apontam a derrota de João Castelo (PSDB) – entulho da ditadura ainda vagando pela vida política brasileira – na sua tentativa de reeleição à prefeitura de São Luís (MA).

A péssima avaliação do governo “Caostelo” e a alta rejeição do tucano, próxima a 40%, segundo vários institutos; o próprio resultado do 1º turno (na véspera da eleição o Ibope cravou 36% para Castelo e 31% para Holanda, mas as urnas revelaram justamente o inverso) e a ampla adesão ao candidato do PTC por parte de vereadores eleitos e de lideranças partidárias que apoiaram outros nomes na primeira etapa da disputa, entre outros fatores, sugerem a veracidade das pesquisas que dão Edivaldo Holanda Jr. como o vencedor da eleição do próximo domingo (28).

Caso o triunfo se confirme, este significará uma tripla vitória do campo liderado pelo ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB): sobre os tucanos, sobre a família Sarney (que age na surdina para impedir o fracasso de Castelo) e sobre a parte do PT maranhense que foi subjugada à oligarquia mais longeva do País.

Para o grupo de Dino, conquistar a prefeitura da capital, que concentra cerca de 15% do eleitorado e 40% da riqueza do estado, é uma tarefa fundamental rumo à disputa de 2014.

Daqui a dois anos, o único nome viável da oligarquia para suceder Roseana Sarney será o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), que enfrentará a campanha com 77 anos.

Castelo e Roseana Sarney.

Castelo e Roseana Sarney.

Caso o clã Sarney aplique uma rasteira em Lobão e opte por construir outra via, a batalha fratricida – provavelmente entre o super-secretário Luís Fernando Silva – será deflagrada no seio do grupo e a derrota dificilmente será evitada.

O futuro êxito eleitoral da oposição de esquerda (ainda que certos elementos conservadores/fisiológicos componham a coalizão) costurada por Flávio Dino, entretanto, além da aposentadoria forçada de Castelo, dependerá de uma grande administração de Edivaldo Holanda Jr., obra que não será fácil, após quatro terríveis anos do PSDB à frente da prefeitura, que agravaram ainda mais os sérios problemas estruturais da cidade.

Vale lembrar que, após o fim da ditadura, em 1985, a população de São Luís jamais experimentou uma grande gestão municipal. Jackson Lago conseguiu ter dois governos (1989-1992 e 1997-2000) relativamente bons, mas jamais uma gestão que pudesse ser considerada excelente.

Além destes dois desafios – a vitória no 2º turno e uma grande administração – na capital, Flávio Dino e seus aliados terão ainda que demonstrar fôlego e competência para outra ação vital: articular os atores políticos do interior do estado e a chamada “sociedade civil organizada” de esquerda e/ou anti-oligárquica, hoje bastante fragmentada com o deslocamento do PT para o campo do “El Bigodón” e com a passagem de Jackson Lago e a desestruturação do PDT, historicamente de larga capilaridade nas grandes cidades e na periferia de São Luís.

De qualquer modo, no domingo vindouro poderá ter início a transformação do cenário político maranhense das próximas décadas.

Por Rogério Tomaz Jr., no blog Conexão Brasília-Maranhão:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roseana Sarney manda prender policial para beneficiar Castelo

Após declarar apoio a Edivaldo Jr., Cabo campos é preso.

Após declarar apoio a Edivaldo Jr., Cabo campos é preso.

Ex-candidato a vice do PPS, Cabo Campos, foi preso pela Polícia Militar do Maranhão. Candidato a vice-prefeito na chapa da deputada estadual Eliziane Gama (PPS), Cabo Campos foi detido pela Polícia Militar após declarar apoio ao candidato de oposição a João Castelo (PSDB), atual prefeito de São Luís. A prisão política pode ter acontecido pela aliança entre Castelo e Sarney.

Ao lado de familiares, lideranças comunitárias e de outros policiais militares, civis e bombeiros, Cabo Campos participava de uma reunião em manifesto apoio a Edivaldo. Depois da “revelação” do vídeo, o ex-candidato do PPS foi preso no início da noite de hoje (22). Não há informações sobre o motivo da prisão.

Diante da falta de informações da Polícia Militar, supõe-se que o ex-candidato foi preso por participar de um evento em apoio ao candidato Edivaldo Holanda Júnior. O vídeo, postado no youtube e usado pela campanha de João Castelo com a nomenclatura “Milícia 36”.

Na verdade, é clara a ligação cada vez mais estreita entre João Castelo e a governadora Roseana Sarney (PMDB) nessas eleições. Chefa da PM, a governadora pediu a prisão dos policiais para beneficiar seu aliado Castelo e instaurar um clima de tensão na cidade, com uma suposta formação de uma suposta organização.

Também na noite de hoje, a juíza Luíza Nepomuceno impediu a divulgação do vídeos. Os militares presentes na reunião lançaram também lançaram nota em que esclarecem os motivos da reunião.

“Temos o direito de nos manifestar politicamente, respeitando a lei. O vídeo divulgado apresenta trechos de forma descontextualizada para distorcer a real intenção da reunião e dos discursos feitos. Utilizamos expressões próprias ao nosso dia a dia e nos referimos a missão secreta que é o singelo trabalho de apoio ao candidato, visitando as famílias de nossos colegas para pedir votos.”


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

TRE decide solicitar força federal para São Luís

Corte do TRE-MA.

Corte do TRE-MA.

Os membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão decidiram, durante reunião extraordinária realizada na noite desta segunda-feira (22), deferir os pedidos dos candidatos a prefeito de São Luís para que forças federais atuem durante a realização do 2º turno.

Antes de encaminhar o pedido ao Tribunal Superior Eleitoral, a presidente do TRE-MA, desembargadora Anildes Cruz, aguardará resposta de Ofício enviado ao governador em exercício para que o Governo do Estado se manifeste quanto à necessidade do reforço.

O TSE recomenda que os TREs, em respeito à autonomia dos entes federados e em defesa da harmonia entre os poderes constituídos, ouça o chefe do Poder Executivo Estadual sobre a capacidade das forças de segurança em propiciar as necessárias garantias à eleição.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Pesquisa aponta vantagem de 16,8% para Edivaldo

Blog do Luis Cardoso

Edivaldo Holanda Júnior

Edivaldo Holanda Júnior

A pesquisa do Instituto DataM divulgada nesta segunda-feira (22),  aponta uma diferença de 16,8% para Edivaldo Holanda Júnior (PTC), segundo revela o os dados divulgados pelo jornal O Imparcial.

No cenário de votos válidos, Edivaldo pontua com 59% nas intenções de voto contra 41% de João Castelo.

Em outro cenário, na espontânea, ele teria 54,6% dos votos contra 37,1% do candidato à reeleição, prefeito João Castelo.

Ao contrário do que apregoou o juiz Sérgio Muniz, 5,4% afirmaram que não votariam em nenhum dos dois candidatos e 3% não votam em nenhum dos dois postulantes.

800 pessoa foram souvidas entre os dias 18 e 19 de outubro e a pesquisa foi registrada no TRE sob o protocolo MA- 539/2012.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Juiz ligado ao grupo Sarney veta veiculaçao de pesquisa desfavorável a candidato do clã

Sérgio Muniz e Roseana Sarney.

Sérgio Muniz e Roseana Sarney.

A vida não anda mesmo fácil para os institutos de pesquisa. Mas nem sempre a escorregada é deles. A pedido do prefeito e candidato à reeleição, o tucano João Castelo, o TRE do Maranhão suspendeu a divulgação de uma pesquisa de intenção de voto para a prefeitura de São Luis feita pelo DataM, do jornal O Imparcial. Até aí, beleza, está no papel dele.

Estaria, se o juiz responsável pela decisão não fosse Sérgio Muniz. O magistrado é filho do secretário-adjunto da Casa Civil do governo Roseana Sarney, Antonio José Muniz. O clã Sarney, embora tenha declarado publicamente ter optado pela neutralidade, apoia Castelo, que vem aparecendo constantemente atrás do adversário, Edivaldo de Holanda (PTC), nos levantamentos do DataM.

O instituto foi um dos poucos a acertar o resultado do primeiro turno, quando cravou Edivaldo à frente de Castelo. (Por Lauro Jardim, da Veja)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino desafia Castelo: “apresentem um ato de violência praticado por essa suposta milícia”

Flávio Dino.

Flávio Dino.

O presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), desafiou o prefeito e candidato a reeleição em São Luís, João Castelo (PSDB), em sua pagina de relacionamento (Twitter), para que “apresentem um único ato de violência praticado por essa suposta milícia”, questionou Dino.

O motivo para o desafiou se deu após a divulgação de um vídeo que mostra Holanda Jr., recebendo apoio de militares, dos quais foram acusados de integrar uma milícia.

Revoltado com o vídeo que se percebe a grosseira montagem, Dino desqualifica as imagens negando a existência de uma suposta milícia. Abaixo o desafio de Flávio Dino ao tucano João Castelo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ostentação e arrogância derrubam o prefeito Gildásio de Poção de Pedras

Gildásio Silva.

Gildásio Silva.

A prepotência, ostentação, arrogância e falta de consideração com os que favoreceram seu sucesso na vida fez com que o prefeito de Poção de Pedras, Gildásio Silva (PSDB), fosse derrotado nas eleições pelo empresário Augusto Inácio Filho, o “Júnior Cascarias” (PRB), com uma diferença esmagadora de 1518 votos.

O prefeito e candidato derrotado à reeleição, já foi alvo de graves denúncias, a exemplo, que prefeitos maranhenses estavam chegando aos municípios a bordo de helicópteros, e Gildásio Silva, de Poção de Pedras, teria gostado tanto do novo meio de transporte que teria adquirido uma aeronave deste tipo por cerca de R$ 1,5 milhão.

A ostentação foi confirmada pelo blog “Poção de Pedras Quem Ama Curte”, denunciando que logo nos primeiros três meses de mandato, Gildásio visitava o município a bordo de um helicóptero e desfilava em carrões importados, quadriciclo e teria comprado a casa mais cara avaliada pelo mercado imobiliário da cidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Preso secretário de Esportes de Zé Doca por estelionato em Bom Jardim

Policiais militares lotados no município de Bom Jardim efetuaram a prisão, no último sábado (20), do secretário de Esportes do município de Zé Doca, Francisco Silva Feitosa, 52 anos e de Antônio Salustiano, 84 anos. Os dois foram detidos por suspeita de falsificação de documento e tentativa de estelionato.

A dupla estava na agência do Banco do Brasil em Bom Jardim, e tentava fazer um empréstimo no caixa eletrônico, utilizando um cartão em nome de outra pessoa, quando foi surpreendida pela guarnição. Conforme levantamentos policiais, o valor poderia chegar até R$ 3 mil. A PM chegou até à dupla após denúncia anônima, dando conta da tentativa do golpe.

Os dois foram conduzidos à delegacia, e autuados em flagrante delito pelo delegado plantonista, Marconi de Freitas Matos. O secretário e o comparsa permanecem detidos na delegacia de Bom Jardim à disposição da Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Secretário de Finanças de Satubinha é preso com R$ 32 mil, cheques e documentos

O secretário de Finanças do município de Satubinha, José Ribamar Fernandes Sousa , 60 anos, foi preso, na madrugada do domingo (21), durante uma fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no quilômetro 85 da BR-135, no município de Itapecuru-Mirim. O secretário seguia em direção a São Luís.

No interior do veículo, um Fiat Estrada, cor verde, de placas NIQ 3999, foram encontrados 9 projéteis calibre 38; 2 projéteis calibre 12; certa quantidade de chumbinho calibre 5,5 mm; 2 rádios de comunicação portáteis; 4 celulares; e a quantia de R$ 32.780,00 em espécie.

O delegado Odilardo informou que no veículo do secretário foram encontrados também vários documentos da Prefeitura, talões de cheque, cheques assinados e preenchidos, e comprovante de pagamentos a várias pessoas. Todo esse material apreendido aponta indícios de agiotagem no município de Satubinha.

Em relação à quantia apreendida, o secretário alegou que seria para efetuar os pagamentos dos funcionários municipais de Satubinha, nesta segunda-feira (22). José Ribamar Fernandes foi conduzido à Delegacia Regional de Itapecuru-Mirim e autuado pelo crime de porte ilegal de munição, pelo delegado plantonista, Odilardo Muniz Lima Filho.

Ele foi ouvido e, em seguida, liberado, mediante pagamento de fiança arbitrada pelo delegado, no valor de cinco salários mínimos, quantia equivalente a R$ 3.110,00.

Os documentos e a quantia apreendida devem ser encaminhados à comissão de delegados que investiga crimes de agiotagem, em São Luís, presidida pelo delegado Maymone Barros Lima.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PM e Corpo de Bombeiros analisam vídeo de militares

Em nota encaminhada a imprensa na tarde desta segunda-feira (22), a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiro do Maranhão, informaram que abriram procedimentos para investigar um suposto vídeo que mostram militares declarando apoio a Edivaldo Holanda Júnior, do qual foram denunciados como integrantes de uma milícia. Abaixo a nota:

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) informa que, por determinação do secretário Aluísio Mendes, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão já abriram procedimentos administrativos para analisar as imagens contidas no vídeo divulgado, neste domingo (21), em vários veículos da imprensa.

As corregedorias adjuntas das duas instituições militares já instauraram Inquérito Policial Militar (IMP) para que sejam averiguados os fatos e tomadas devidas providências.

ASSP informa, ainda, que os militares envolvidos no fato deverão prestar esclarecimentos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.