Poder

Vereador de Bacabal sofre grave acidente e é levado para São Luís

Serafim Reis fundo branco

Serafim Reis fundo branco

O vereador Serafim Reis (PMDB), sofreu um acidente na noite de hoje. Depois de ser atendido no pronto-socorro municipal, ele foi encaminhado de ambulância para São Luis, há poucos instantes.

O vereador saia da mansão do prefeito Lisboa, na rua Magalhães de Almeida. Ao atravessar a rua foi atingido por uma moto e foi levado para o pronto-socorro que funciona no Hospital Regional Laura Vasconcelos. O edil não corre risco de morte, sofreu uma fratura exposta no tornozelo direito. Um problema que poderia ser facilmente resolvido se o pronto-socorro fosse aparelhado e contasse com uma equipe médica de prontidão. Continue lendo no blog do Louremar


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PM diz ter provas da participação do ministro do PCdoB em fraudes

João Dias Ferreira

João Dias Ferreira

O policial militar João Dias Ferreira, que acusou o ministro do Esporte, Orlando Silva, de receber propina, disse nesta terça-feira (18) ter provas da participação do ministro em suposto esquema de fraude no programa Segundo Tempo, que visa incentivar a prática de esporte.

Após reunião com parlamentares da oposição no gabinete da liderança do PSDB, Dias disse que entregou à revista “Veja” o áudio de uma reunião realizada em 2008 para tratar da prestação de contas do programa. Ele não apresentou as supostas provas em público, após a reunião.

O PM em reunião com a oposição

O PM em reunião com a oposição

“Estou tentando revelar um esquema fraudulento no Ministério do Esporte”, disse o PM. “Vão surgir diversos documentos em breve que vão provar essa situação”, disse após a reunião, que começou por volta de 14h40 e terminou perto das 17h.

Processo – O policial militar comanda duas ONGs que receberam recursos em convênios com o Ministério do Esporte e  responde a processo judicial que tramita em segredo de Justiça no qual o Ministério Público pede a condenação dele e a devolução de R$ 3,17 milhões aos cofres públicos.

João Dias foi preso em 2010 pela Polícia Civil no ano passado por suspeita de participação no esquema. Os convênios assinados por João Dias Ferreira com o Ministério do Esporte foram assinados na época em que o hoje governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), era o ministro da pasta.

Questionado sobre o assunto, o PM não quis falar sobre a suposta participação do governador no suposto esquema de desvio de verbas.

Com informações do G1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Absurdo! Deputados não comparecem na vistoria do aeroporto caótico de São Luís

Rigo Teles, Raimundo Louro e Zé Carlos da Caixa

Rigo Teles, Raimundo Louro e Zé Carlos da Caixa

Pelo visto o interesse de alguns parlamentares é totalmente mínimo na objetividade da resolução do problema que afeta o aeroporto Cunha Machado, em São Luis.

Por volta das 15h desta tarde, 18, ficou marcada a vistoria da Comissão de Obras da Assembleia Legislativa do Maranhão para que fosse tomada alguma providência após a vistoria. Só que até agora, dos cinco deputados estaduais, apenas compareceram dois, um numero inexpressivo.

Os deputados Carlinhos Florêncio e Vianey Bringel pegaram um chá de cadeira na espera dos outros três parlamentares que demonstram ter interesse na causa do povo.

Os faltosos foram: Rigo Teles, Zé Carlos da Caixa e até o próprio presidente da Comissão de Obras, deputado Raimundo Louro.

Já Raimundo Louro faltou à vistoria, pelo simples motivo de se auto-promover em uma entrevista concedida na Rádio Educadora, justamente no mesmo horário em que deveria participar da então vistoria.

É claro, quando o interesse é pessoal ou contrariado, políticos de baixo clero iguais a estes, acabam com sonhos de milhares de eleitores que um dia acreditaram em promessas que não passam de ilusões


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ministro do PCdoB mantém convênios com várias ONGs ligadas a filiados do partido

A série de denúncias sobre irregularidades que ronda a Esplanada desde o começo do ano tem novo alvo. A bola da vez é o ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., acusado de desviar verba do programa Segundo Tempo. O “Contas Abertas” fez levantamento sobre o repasse de recursos do programa e descobriu que diversas organizações ligadas ao Partido Comunista do Brasil, agremiação política do ministro, recebem dinheiro da rubrica.

O ministro Orlando Silva quando estava em São Luis ao lado de Flávio Dino

O ministro Orlando Silva quando estava em São Luis ao lado de Flávio Dino

É o caso, por exemplo, do Instituto de Cultura Ambiental (ICA), que recebeu R$ 5,5 milhões do Ministério do Esporte entre 2006 e 2011 através do programa Segundo Tempo. O primeiro-tesoureiro da entidade é Pedro Paulo Ribeiro, filiado ao PC do B desde 15 de dezembro de 1995.

Atualmente, a organização tem um convênio para a manutenção e renovação dos núcleos de esporte educacional com o ministério de Orlando Silva. A previsão é que o contrato termine no dia 3 de dezembro de 2011. A soma total repassada pelo governo federal será de R$ 3,3 milhões. Metade do valor já foi desembolsado para a conta do ICA, por isso, não há ainda informações sobre as empresas contratadas pela instituição.

No quadro do convênio do ICA, o Instituto Master de Assistência e Treinamento para o Desenvolvimento Social (Imas) foi declarado apto a acompanhar a execução do convênio em todas as fases. O Imas é presidido por Julio Cesar da Silva Brandão, também filiado ao PC do B do Rio de Janeiro. O “Contas Abertas” tentou entrar em contato com o ICA e com Pedro Paulo, mas não conseguiu até o fechamento desta edição, segundo informação os repórteres Dyelle Menezes e Lucas Marchesini.

O Instituto Contato é outro exemplo de instituição relacionada com o PC do B que recebe recursos pelo Segundo Tempo. Entre 2007 e 2011, a instituição já recebeu mais de R$ 20 milhões do programa. A Ong catarinense tem como presidente Rui de Oliveira, comunista desde primeiro de outubro de 1990. Além dele, a administradora da instituição, Simone Fraga entrou no partido há exatos quatro anos depois. A relação entre a entidade e o PC do B já tinha sido levantada pela mídia, apesar disso, em 2011, o instituto é o quarto maior beneficiário dentro do programa Segundo Tempo, com R$ 3,1 milhões.

O Segundo Tempo, considerado carro-chefe do Ministério do Esporte, já havia sofrido denúncias de desvio de verbas. Contudo, as acusações ganharam força depois que o policial militar João Dias Ferreira, ex-militante do PC do B, reiterou no domingo (16) a denúncia feita à revista Veja, além de ter proferido outros ataques ao ministro.

Ontem (17), em entrevista coletiva, Orlando Silva se defendeu novamente das acusações divulgadas no final de semana. “Repudio veementemente as falsidade publicadas no fim de semana… mentiras de bandidos, que ganharam tanta repercussão”, disse o ministro. “Vou restabelecer minha honra. Uma empresa de comunicação publica isso, sem provas. Não houve e não haverá provas. Protocolei pedido de investigação. A segunda medida, eu propus que o Ministério Público Federal apure cada uma das denuncias publicadas. A terceira medida: quero apresentar minhas razões para contestar o que foi publicado pela revista”.

No blog pessoal, Ferreira chamou Orlando de “bandido” e afirmou que apresentará provas do esquema concretas da corrupção no programa. O militar comanda a Associação João Dias de Kung Fu e é presidente da Federação Brasiliense da modalidade. Juntas, as entidades receberam R$ 2,7 milhões em convênios com o Ministério do Esporte entre 2005 e 2011. Segundo Dias, o esquema existe desde a gestão de Agnelo Queiroz, atual governador do Distrito Federal, quando Orlando era secretário-executivo.

Nesse sentido vale ressaltar que as entidades ligadas a João Dias – investigadas na Operação Shaolin, que levou à prisão do policial, autor das denúncias – são cobradas a devolver aos cofres públicos R$ 4 milhões. De acordo com a investigação, não há comprovação do uso do dinheiro. Notas fiscais foram falsificadas para justificar os gastos.

O policial militar afirmou ainda que, em março de 2008, o ministro do Esporte propôs um acordo para que não levasse a órgãos de controle e à imprensa denúncia sobre irregularidades no Programa Segundo Tempo. Ferreira protestou, na reunião que afirma ter tido, sobre a ação do ministério que apontou irregularidades em dois convênios. Orlando Silva nega que algum encontro com Ferreira tenha ocorrido em 2008. O ministro disse que só se encontrou com ele em 2004 e 2005.

Ucho.Info


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeito põe à venda fazenda para pagar agiotas

Há tempos o prefeito de Bacabal é motivo de comentários negativos em todas as rodas políticas da capital. Raimundo Nonato Lisboa é hoje um dos homens mais ricos do interior do Estado. Mas também é um dos que mais deve a agiotas.

A fazenda é um verdadeiro oasis

A fazenda possui uma praia artificial, é um verdadeiro oasis.

Lisboa cresceu numa família pobre. Graças à ajuda dos irmãos e familiares, formou-se em medicina. Estabeleceu-se em sociedade com o médico Josué, montando uma clínica no centro de Bacabal. Nunca militou na política até ser visto como tábua de salvação pelo pecuarista José Vieira Lins. Zé Vieira tinha a pecha de incendiário de um povoado chamado Aldeia e precisava de uma pessoa que transitasse na sociedade para dar mais visibilidade à sua candidatura. Zé Vieira queria ser prefeito e escolheu Lisboa para ser o seu candidato a vice.

Depois de eleito, Lisboa ganhou de presente a Secretaria de Saúde e uma verba milionária. Começou aí a construir um patrimônio que não conseguiria como um mediano médico que era até então. Mas foi somente quando se elegeu Prefeito, com o apoio de Zé Vieira, que Lisboa passou a acumular a riqueza que ostenta hoje.

Até porte de energia passa dentro da fazenda

Até porte de energia passa dentro da fazenda

Se Lisboa é vaidoso, a primeira-dama não fica atrás. Tanto que as fazendas que o casal adquiriu depois que assumiu a Prefeitura, ostentam luxo e riqueza. A fazenda Santa Teresinha é uma delas. Fica no povoado São Paulo Apóstolo. Numa área superior a 1 mil hectares, há um lago artificial, academia de ginástica para a primeira-dama Jamile, cassino para a prática do hobby do prefeito. No povoado Pedra do Rumo Lisboa tem outra fazenda. Essa é menor, cerca de 800 hectares e por isso chamada a “fazendinha”. Havia problema de acesso, prontamente resolvido com a colocação de asfalto pelos funcionários da secretaria de Obras do município.

Uma quadra de esporte ao lado da Mansão

Uma quadra de esporte ao lado da Mansão

O prefeito está sendo obrigado a se desfazer dos seus bens. A pressão dos agiotas é grande. Quem emprestou quer seu dinheiro de volta. E Lisboa tem pouco tempo de governo. Algumas pessoas questionam se é por isso que o salário dos funcionários está atrasado. Sobre as fazendas, ele já vendeu parte da “fazendinha”, só livrou a sede da propriedade. Pela outra, a fazenda Santa Teresinha, o prefeito tem pedido R$ 15 milhões. Segundo informações é avaliada neste valor.

Com toda a pressão, ele não deixou de construir uma mansão para mais ostentação de poder e riqueza. Todos na cidade comentam que a casa já era excelente ao ser adquirida por Lisboa, mas ele praticamente a refez, nem o muro foi poupado. A falta de noção de um administrador que gosta de tanta ostentação é alimentada pela falta de fiscalização do Ministério Público da cidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Secretário de infraestrutura de Timon é chamado de "líder de quadrilha"

Pelo jeito, o governo da prefeita de Timon Socorro Waquim (PMDB) e de seu guru deputado federal Professor Sétimo (PMDB), está chegando ao fim antes do tempo. Quem pregava “atraso nunca mais”, num tempo bem recente, hoje colhe mais de quatro meses de salários atrasados, a mudança que tanto pregou só aconteceu nas vidas daqueles que se deram bem financeiramente, o povo esse só conta derrotas.

Delfino secretário de Infraestrutura de Timon ao lado o radialista JorgeSimplicio

Delfino secretário de Infraestrutura de Timon ao lado o radialista JorgeSimplicio

Dos poderes constituídos, somente o Ministério Público, através da promotora Selma Regina, tem cumprido com o seu papel, dando entrada em novas ações contra a péssima gestão de Socorro Waquim. A Câmara de Vereadores de Timon, essa vive parada no tempo, é palma por cima de palma, até porque é comandada pelo sobrinho da prefeita, vereador Tales Waquim, que será indicado nos próximos dias candidato a prefeito, dando um duro golpe no atual vice-prefeito, Edivar Ribeiro, que inocentemente mudou do PRP para o PMDB, sonhando que seria o indicado, não sabendo ele que está tudo armado.

A população timonense vive hoje de pesadelos, a esperança acabou: salários atrasados, falta d’água, cidade suja e esburacadas, caos na saúde, fora os comentários pela cidade do enriquecimento ilícito de alguns secretários. Nos últimos dias, as informações que o povo vem recebendo de Timon são de escândalos estampado na mídia nacional envolvendo o genro de Socorro Waquim, empresário no ramo de postos de combustíveis, Jefferson Sampaio e sua esposa Angela Waquim nomeados em Tribunais de Justiça do Maranhão e do Piauí, respectivamente (reveja). E por último, Socorro e o ex-secretário de Saúde de Timon, médico Itamar Barbosa foram condenados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) a pagar multas e fazer devolução de recursos na ordem de mais de R$ 1 milhão em razão da rejeição das contas do exercício de 2006, do Fundo Municipal de Saúde e da Prefeitura Municipal de Timon.

População repudia péssima gestão de Socorro Waquim

Na manhã de hoje (17) o radialista de grande expressão na cidade, Jorge Simplício, da rádio Sociedade 90,7 FM, revoltado com os erros cometidos pela gestão Waquim não se conteve e partiu para o ataque pessoal, afirmando que “a secretaria de Infraestrutura de Timon tem uma quadrilha de ladrões comandada pelo secretário Delfino Guimarães”.

O radialista não aliviou em suas críticas e está disposto a incitar a população para que reaja diante desse caos que se instalou em Timon com a malversação dos recursos públicos, e manifestou sua indignação diante da atual gestão.

“Enquanto o povo pobre de Timon tá com vários meses de salário atrasados, inclusive servidores da infraestrutura, esse secretário tem aumentado o patrimônio, as ruas estão todas esburacadas, e aí o secretário vai é para praia zombar da população, se fosse em outra cidade esse secretário não estaria mais no cargo teria sido expulso a pontapé com chute no traseiro dado pela população, mas, aqui o povo é mole”. Ouça o áudio na íntegra abaixo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Max Barros apresenta projetos para alunos de Engenharia

Blog do Marco D’Eça

Max Barros

O secretário de Infraestrurutra, Max Barros, apresentou, semana passada, em palestra realizada na UNDB, durante a I Semana de Engenharia Civil e de Produção, detalhes dos principais projetos em desenvolvimento pela Sinfra nas áreas de obras rodoviárias e obras civis.

Além de Barros, participaram do evento o secretário de Estado de Meio Ambiente, Victor Mendes e todo o corpo acadêmico da área de Engenharia da universidade. Estudantes dos vários períodos da faculdade também prestigiaram a palestra.

Segundo a diretora acadêmica da UNDB, professora Ceres Murad, a presença do secretário teve como objetivo incentivar os estudantes a seguir carreira.

Na sua apresentação, Max Barros deu destaque para um amplo projeto de valorização do Centro Histórico de São Luís, que envolve reforma em prédios antigos e recuperação de ruas e calçadas por toda a extensão da Praia Grande e adjacências.

No total, o projeto prevê investimentos da ordem de US$ 40 milhões, dos quais US$ 24 milhões serão oriundos da inclusão do Maranhão no Prodetur – plano do Governo Federal que visa a fortalecer a Política Nacional do Turismo – e US$ 16 referentes à contrapartida do Governo do Estado.

Segundo Max Barros, alguns projetos já estão em andamento, como as obras de recuperação de ruas e calçadas, reforma do Palacete Gentil Braga e do prédio da REFFSA com a transformação da área onde hoje funciona a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) em um grande centro turístico -, recuperação do prédio da Oleama e um grande projeto de revitalização da Rua Grande.

– Como a nossa contrapartida para esses recursos que vêm do Prodetur podem ser antecipadas, já demos início à elaboração de alguns desses projetos, justamente para acelerar essa que será uma das mais importantes obras de revitalização do nosso Centro Histórico  – declarou.

Projetos na área do saneamento e de tratamento de esgotos também foram detalhados pelo secretário aos alunos da UNDB…


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Coroatá: população presta última homenagem a Vitor Trovão

Amigos compareceram ao enterro Vitor Trovão

Amigos compareceram ao enterro Vitor Trovão

Milhares de pessoas despediram-se nesta segunda-feira do político e empresário Vitor Trovão, falecido domingoem São Luisaos 90 anos de idade. Os coroataenses foram ao velório no sitio Jordão durante todo o dia e de lá seguiram em cortejo até o cemitério da cidade, onde ele foi sepultado no fim da tarde.

Emocionados, filhos, netos, bisnetos, genro, noras e demais familiares receberam a solidariedade dos coroataenses que foram retribuir o carinho que ele sempre demonstrou por Coroatá e seu povo. Ao lado da esposa Teresa Murad, o deputado Ricardo Murad fez uma última homenagem ao sogro que sempre o tratou como filho. “Vitão construiu muitas amizades e amava Coroatá, cidade que ele desejava ver cada vez mais desenvolvida. Teve uma vida de alegria, de otimismo, trabalho e muitas realizações. Deixa pra todos nos um grande exemplo de vida”, declarou.

Vitor Trovão foi prefeito de Coroatá, três vezes deputado federal, sendo deputado constituinte, e exerceu por 50 anos suas atividades empresariais nos ramos industrial, pecuária e construção civil. Deixou quatro filhos, 14 netos e cinco bisnetos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Davizinho cobra explicações de Sebastião Madeira no uso de R$ 400 mil de emenda parlamentar

Diante das notícias veiculadas através da mídia escrita e televisiva que dão conta da grave situação da saúde pública de Imperatriz, o Deputado Federal Davi Alves Silva Júnior (PR-MA) informa que:

Extrato da destinação de emenda do deputado federal davizinho para compra de medicamentos

Extrato da destinação de emenda do deputado federal davizinho para compra de medicamentos

Em razão de já decorridos mais de 100 dias sem que houvesse nenhuma nova informação da Prefeitura de Imperatriz, desde que solicitei pronunciamento do Prefeito, Sebastião Madeira, quanto à compra de medicamentos (ofício nº 022, datado de 22 de junho de 2011), afirmo que não posso ficar paralisado diante da situação de calamidade pública em que passa o município.

Os recursos para a compra de medicamentos foram alocados através de emenda de minha autoria, no valor de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais), para que a Prefeitura de Imperatriz pudesse adquirir medicamentos e, assim, suavizar a vida do povo sofrido que busca socorro junto ao serviço médico hospitalar dessa cidade.

A época que solicitei pronunciamento da Prefeitura de Imperatriz, a Secretaria de Saúde, através do ofício nº 0301/201, informou que o recurso estava aplicado em uma conta específica junto a Caixa Econômica Federal e que o processo licitatório (nº. 31011370) já estava em fase final.

Mas já se passaram mais de 100 dias e nenhuma nova informação! Lembrando que vários municípios, contemplados com emendas semelhantes, já adquiriram os medicamentos a mais de 10 meses, a exemplo de municípios como Montes Altos, São Pedro da Água Branca, dentre outros.

Cabe ressaltar que não interessa ao Governo Federal, a mim como parlamentar dessa cidade e muito menos a população mais carente, que um recurso de tamanha magnitude – que poderiam estar salvando vidas – permaneça rendendo juros em detrimento da vida. Razão pela qual solicito que haja, em caráter de urgência, novo pronunciamento do Chefe do Poder Executivo Municipal de Imperatriz.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ministro do PCdoB tenta se explicar e diz que PM é 'criminoso'

Orlando Silva e Flávio Dino ambos do PCdoB

Orlando Silva e Flávio Dino ambos do PCdoB

O ministro do Esporte, Orlando Silva, negou nesta segunda-feira (17) envolvimento em irregularidades na pasta, que chefia desde 2006.

“Estou confiante para que a verdade seja reestabelecida, não é possível que um criminoso se converta numa fonte de verdade”, disse ele. “Vou até as últimas consequências para defender minha honra”, reiterou.

Silva é acusado de participação num esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que dá verba a ONGs para incentivar jovens a praticar esportes. A acusação foi feita à revista “Veja” pelo policial militar João Dias Ferreira.

Segundo Ferreira, o ministro teria recebido dinheiro vivo na garagem da pasta, o que Silva nega. À revista um funcionário do policial, Célio Soares Pereira, afirmou ter entregue dinheiro ao próprio ministro na garagem do ministério, em Brasília, no final de 2008.

“Não há e não haverá nenhuma prova no que foi falado por esse criminoso, simplesmente porque os fatos relatados e publicados na revista no fim de semana não correspondem à verdade”, afirmou o ministro.

Silva saiu em defesa do programa ao afirmar que ele é muito importante, por associar esporte e educação. Segundo ele, o Segundo Tempo passou por aperfeiçoamentos e beneficia 800 mil crianças.

O ministro também negou que as suspeitas sobre ele possam atrapalhar a organização da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016, eventos que acontecerão no Brasil.

Ele ainda se colocou à disposição e afirmou que vai à Câmara nesta terça-feira, às 14h30, para prestar mais esclarecimentos.

INVESTIGAÇÕES – O Ministério da Justiça vai determinar à Polícia Federal a abertura de um inquérito para investigar as acusações contra o ministro do Esporte. José Eduardo Cardozo afirmou que conversou com Silva por telefone e que determinará a abertura do inquérito nesta semana.

Silva pediu que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, também abra uma investigação sobre as acusações de corrupção na pasta.

O policial militar que fez as acusações foi à superintendência da PF hoje para se encontrar com o delegado responsável pela investigação sobre desvios na pasta.

(Com informações da Folha)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.