Poder

Grupo FC Oliveira desafia CPI e eleva preço do combustível

Empresário Francisco Carlos de Oliveira ao lado do filho, que é diretor do Detran, Francisco Nagib; governador Flávio Dino; e o deputado Zito Rolim, membro da CPI dos Combustíveis.

Em afronta aos trabalhos desenvolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa, o dono do posto FC Oliveira aumentou em 0,10 centavos o preço da gasolina que custava R$ 5,99 e atualmente está R$ 6,09, na cidade de Codó.

O posto de combustíveis é de propriedade da família do diretor do Detran, Francisco Nagib, uns dos auxiliares diretos do governador Flávio Dino (PcdoB).

A elevação do preço da gasolina em meio à CPI, que investiga práticas abusivas em postos, mostra que o Grupo FC não tem levado a sério os trabalhos comandados pelo deputado Duarte Júnior na Casa Legislativa.

Recentemente, o parlamentar Wellington do Curso, que também faz parte da Comissão de Inquéritos, alertou para um novo aumento de referência do imposto da gasolina que vai impactar diretamente no bolso do consumidor. Mas antes que isso ocorresse, o posto FC já tratou de garantir o reajuste em sua tabela de preços.

Tal atitude vem para desmoralizar toda a investigação iniciada pela CPI, presidida por Duarte, que tenta a todo custo provar que tem um cartel atuando para lucrar alto com combustíveis no Maranhão.

A reportagem apurou que não houve reajuste de valor nas refinarias, nas distribuidoras e nem no ICMS. Porém, o aumento da gasolina no posto FC já está em vigor para os clientes.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Grupo FC Oliveira desafia CPI e eleva preço do combustível”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Graciliano

    Esse grupo empresarial é quem define os preços abusivos nos postos de combustíveis, distribuidoras de gás e frigoríficos de Codó.
    Infelizmente, é um dos grandes “amigos” do governador.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários