Poder

Suposta organização criminosa é investigada após ganhar contrato milionário em ITZ

A 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Imperatriz instaurou uma investigação criminal para apurar a atuação de uma suposta organização criminosa em licitação milionária na gestão de Assis Ramos.

O inquérito foi aberto pela promotora de Justiça Nahyma Ribeiro Abas.

O documento no qual o Blog do Neto Ferreira teve acesso aponta a prática de supostos crimes licitatórios, de falsidade ideológica e organização criminosa para ganhar o Pregão Presencial nº 022/2017 realizado pela Prefeitura de Imperatriz, que visava contratação de empresa para prestação de serviços de limpeza urbana e locação de mão-de-obra e de veículos.

Pesquisa realizada pela reportagem resultou na identificação do contrato e da empresa vencedora da licitação.

Segundo as informações encontradas, acordo contratual que está na mira do Ministério Público é um de R$ 15.325.000,00 milhões firmado em 2017 com a Construtora Redenção, localizada em Imperatriz e de propriedade de Luiz Gonzaga Pereira Sousa.

No documento, a 1ª PJE de Imperatriz não detalhou quais os nomes envolvidos no suposto esquema.

Mas as investigações prosseguem.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários