Poder

SSP vai gastar R$ 5 milhões em carros de montadora que fechou fábricas no Brasil

A Secretária de Estado da Segurança Pública, sob gestão do secretário Jefferson Portela, fechou contrato no valor de R$ 5.160.000,000 (cinco milhões, cento e sessenta mil reais) com a Ford Motor Company do Brasil, montadora que fechou suas fábricas no país no início do mês de janeiro deste ano.

O contrato, celebrado após a Ford ganhar a licitação da SSP (Pregão Presencial nº 058/2019-SARP/MA), visa a aquisição de veículos policiais para a frota estadual, foi assinado no dia 02 e março de 2021, dois meses após a Ford fechar quase todas as suas fábricas. O acordo tem prazo de vigência da data de assinatura a até a entrega definitiva do objeto.

A montadora mantém abertas apenas as unidades de Camaçari (BA), Taubaté (SP), onde estão sendo produzidas apenas peças de reparo dos modelos nacionais Ka, Ka Sedan e EcoSport, e Horizonte (CE), onde é fabricado o utilitário 4×4 T4, da Troller, e segundo a Ford essas também serão fechadas ainda em 2021.

Ainda que o contrato com a SSP não indique quais modelos serão usados, é de conhecimento público que nenhum dos listados acima configura modelo para uma viatura policial.

À época do anúncio do fechamento das fábricas, a Ford confirmou que apenas modelos importados passariam a ser vendidos no Brasil, sendo estes: a nova geração da Ranger, vinda da Argentina; do Bronco Sport, importado do México; da Transit, montada no Uruguai; e do Mustang Mach 1, fabricado nos Estados Unidos.

O contrato firmado com a Secretária de Segurança Pública do Maranhão foi assinado por Cristiano Pinheiro Cruz, gerente de vendas, e Danilo Danilo Bottechia Massini, advogado da Ford.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “SSP vai gastar R$ 5 milhões em carros de montadora que fechou fábricas no Brasil”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. jose alves

    Eita secretário incompetente.

  2. Paulo Costa

    Isso só ocorre porque aqui no Maranhão não tem ministério público. Ora mais, se a Ford tá indo embora do Brasil, o ministério público no mínimo deveria ajuizar ação pra suspender tal contrato. O TCE também pode fazer isso. E a OAB também. Mas ninguém faz e o dinheiro público se perde!!!

  3. Anaildo

    A contrapartida será Boa, porque pegar uns carros que já vai sair de linha é o mesmo que comprar sucata.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários