Poder

Sindicato de bares e restaurantes repudia medidas restritivas de Flávio Dino

Em nota conjunta, o Sindicato dos Bares e Restaurantes e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes repudiaram a medida do governador Flávio Dino (PCdoB) de prorrogar o fechamento dos estabelecimentos por mais uma semana, sem oferecer auxílio.

Segundo o presidente do SindBares, Gustavo Araújo, o governo não dialogou com as empresas para prorrogar o decreto de medidas restritivas, assim como não prorrogou o auxílio de mil reais, que já era considerado insuficiente.

“Mais uma vez, sem nenhum diálogo com a categoria, o excelentíssimo governador Flávio Dino nos discriminou fechando nossos estabelecimentos por mais uma semana. Apenas com as modalidades de entrega não conseguimos viabilizar nem 10% do faturamento de nossas empresas. Como vamos fazer para pagar nossa folha de pagamento, nossa energia elétrica, o aluguel de todas as outras despesas? Certamente não será com o auxílio único de 1 mil reais concedido pelo Governo do Estado. (….) Temos que sustentar nossas famílias. Somos o setor que mais emprega no Brasil e, caso a suspensão do atendimento presencial continuar, estimamos mil demissões nas próximas semanas”, diz a nota.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários