Poder

Ex-prefeita e mãe de Rubens Júnior é investigada por enriquecimento ilícito

A ex-prefeita de Matões, Suely Torres e Silva, está na mira do Ministério Público por suposto enriquecimento ilícito, dano ao Erário e violação dos princípios da Administração Pública.

O inquérito foi instaurado pelo titular da Promotoria de Justiça de São João dos Patos, Renato Ighor Viturino Aragão.

Segundo a Portaria publicada no Diário Eletrônico do MP, foi instaurada a Notícia de Fato (SIMP 483-073/2020) em 29 de outubro de 2020 para apurar indícios de irregularidades na execução do Convênio nº. 160/2015 firmado entre a Secretaria de Cultura do Maranhão e a Prefeitura de Matões cujo objeto era a realização de festejo do padroeiro do município durante a gestão de Suely Torres.

A prestação de contas do referido Convênio foi reprovada por irregularidades, em razão disso o promotor de Justiça converteu a NF em Inquérito Civil para dar continuidade na coleta de provas para apuração da suposta existência de improbidade administrativa.

Como parte das diligências, o promotor Renato Viturino encaminhou um ofício ao secretário de Cultura do Estado do Maranhão requisitando do mesmo o número do Processo aberto no Tribunal de Contas do Estado do Maranhão quando protocolaram a Tomada de Contas Especial nº. 193364/2016(Convênio nº. 160/2015 com o Município de Matões).

A ex-gestora é mãe do atual secretário de Articulação Política do Maranhão e deputado federal licienciado, Rubens Júnior, e comandou Matões por 8 anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários