Poder

Defensoria Pública Estadual pede lockdown por 14 dias no Maranhão

A Defensoria Pública do Maranhão entrou com uma Representação na Justiça pedindo a decretação de lockdown por 14 dias em todo o Maranhão.

O documento foi assinado pelos defensores públicos do Núcleo de Direitos Humanos,Clarice Binda; do Núcleo de Defesa da Saúde, da Pessoa com Deficiência e da Pessoa Idosa, Cosmo da Silva; e do Núcleo Regional da Raposa, Diego Bugs.

Segundo a DPE, os casos da Covid-19 estão novamente em alta no Maranhão e há ainda a circulação da nova cepa do vírus oriunda da cidade Manaus.

Ainda de acordo com a petição inicial, o Estado vacinou com a 1ª dose apenas 0,45% da população, até 27/01/2021.

“Todo esse conjunto é extremamente útil para a redução do contágio e para sua efetividade são necessárias medidas como suspensão de atividades não essenciais, cancelamento de eventos para evitar aglomeração de pessoas, por exemplo”, ressaltou a DPE.

Em razão disso, os defensores estaduais pediram à Justiça para decretar a restrição total de atividades comercial e social não essenciais no seu território pelo prazo de 14 dias, sem prejuízo de prorrogação, se necessário e, de acordo com os boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, se as taxas de ocupação de leitos de UTI permanecerem superiores a 80%, nos moldes que fez ao expedir o Decreto n.o 35.784, de 19 de maio de 2020, com o acréscimo da sua abrangência para todos os 217 municípios do Maranhão.

Veja o documento aqui


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Defensoria Pública Estadual pede lockdown por 14 dias no Maranhão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Zeca

    Cara mais a rede globo fala todo dia que aqui esta em queda. Que porra é essa? Esses defensores tem que procurar o que fazer rapaz. Bando de paspalho querendo aparecer.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários