Poder

Quadrilha de hackers que desviou R$ 13 milhões de banco são presos no Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) cumpriu três mandados de prisão contra suspeitos de integrarem uma quadrilha de hackers que atuava no Maranhão. As prisões foram na segunda-feira (25) e nesta terça-feira (26) realizadas nas cidades de Imperatriz e Ribamar Fiquene, no sul do estado.

Os mandados fazem parte da segunda fase da ‘Operação Ostentação’, deflagrada em janeiro e dezembro de 2020. O trio é suspeito de integrar uma quadrilha que já desviou cerca de R$ 13 milhões de um banco digital.

Segundo a polícia, dois suspeitos foram localizados na cidade de Ribamar Fiquene, no sudoeste do Maranhão. Eles considerados foragidos desde janeiro de 2020, quando a primeira fase da operação foi deflagrada.

A polícia localizou a dupla em uma área de mata de difícil acesso e para chegar até a região, os policiais precisaram usar barcos. No local, os dois suspeitos foram encontrados dormindo em uma barraca improvisada e que tinha acesso à internet via rádio. O terceiro suspeito foi foi localizado em uma associação recreativa no povoado Bananal, zona rural de Imperatriz.

Após a prisões, os suspeitos foram levados para o Sistema Penitenciário do Maranhão, onde devem permanecer à disposição da justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Quadrilha de hackers que desviou R$ 13 milhões de banco são presos no Maranhão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Anaildo

    Quando se interessarem em aprender os criminosos do legislativo e do executivo o Maranhão terá um tempo de prosperidade…..

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários