Poder

Morre em São Luís desembargadora Cleonice Freire

A desembargadora Cleonice Freire morreu na madrugada deste sábado (2) em São Luís, vítima de câncer. Ela estava na companhia de suas três filhas na casa onde morava, no bairro Calhau.

O desembargador Lourival Serejo presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão lamentou o falecimento e prestou condolências em nome dos demais desembargadores membros da Corte.

Cleonice Silva Freire nasceu no município de Coroáta, a 247 km de São Luís. Ainda criança mudou-se para a capital maranhense, onde fez seus estudos, do elementar ao superior, cursando Direito na Universidade Federal do Maranhão.

Participou da criação da ”Casa da Criança Menino Jesus”, instituição que abriga crianças de até dois anos de idade. Durante sua gestão no TRE-MA, foi escolhida em março de 2008, Vice-Presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil e em setembro de 2008, foi eleita Presidente.

Coordenou a Reunião dos Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais da Região Nordeste e o XLII Encontro do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil, todos realizados em São Luís.

Promoveu a restauração do antigo Plenário do Tribunal, que passou a ser carinhosamente conhecido como “Pleninho”. O restauro desse espaço nobre, onde passaram a ser realizadas a sessões do Órgão Especial do Tribunal por algum tempo, é ocupado hoje com as sessões das Câmaras Cíveis Reunidas.

Foi eleita, em setembro de 2005, primeira Vice-Presidente da ANDES / Associação Nacional de Desembargadores. Em novembro de 2015 recebeu Certificado de membro do Conselho dos Tribunais de Justiça, de âmbito nacional. É detentora de várias condecorações, dentre as quais destacam-se as Medalhas do Mérito Judiciário “Des. Antonio Rodrigues Velloso de Oliveira” e “Bento Moreira Lima” (categoria Ouro).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários