Poder

Lava Jato apreende 100 obras de arte em casas de Lobão Filho e Márcio Lobão

Na manhã desta terça-feira (12), a operação Lava Jato apreendeu nos nos endereços de Márcio Lobão e Edison Lobão Filho, filhos do ex-ministro Edison Lobão, cerca de 100 obras de arte.

Os dois são alvos da Operação Vernissage, 79ª fase da Lava Jato.

Segundo o Ministério Público Federal, um dos objetivos da ação é apreender mais de 100 obras de arte que teriam sido adquiridas pela família Lobão com dinheiro proveniente de desvios na Petrobras e na Transpetro, entre 2005 e 2011.

A TV Difusora também foi alvo da Polícia Federal (reveja aqui )

O esquema criminoso foi montado a partir da venda e compra de obras de arte.

A PF identificou que uma Organização voltada a fraudar o caráter competitivo das licitações mediante o pagamento de propina a altos executivos da Petrobras, bem como a outras empresas a ela relacionadas, como a Transpetro.

Petrobras e Transpetro foram vítimas dessa organização criminosa.

O então diretor da Transpetro, no período de 2003 a 2014, foi indicação política no esquema criminoso que dividia os altos cargos da Petrobras e subsidiárias. Suspeita-se que os contratos celebrados pela Transpetro com algumas empresas teriam gerado, entre os anos de 2008 e 2014, o pagamento de mais de R$12 milhões em propinas pagos a este grupo criminoso.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários