Poder

Fraudes na Sinfra envolvendo construtoras do MA podem levar empresários para cadeia

Um escândalo está prestes a estourar e promete abalar as estruturas da Secretaria Estadual de Infraestrutura do Maranhão (Sinfra).

O Blog do Neto Ferreira teve acesso a um dossiê completo que delata um esquema de fraude em licitações públicas no governo Flávio Dino que envolve os maiores construtores maranhenses. É nitroglicerina pura!

O compilado contém documentos importantíssimos, inclusive, federais, onde mostram que empresas montaram uma organização para praticar a fraude no intuito de ganhar licitações do Estado.

Entre os documentos fraudados, estão Certidão de Acervo Técnico, Atestado de Capacidade Técnica e Anotação de Responsabilidade Técnica- ART.

Vale ressaltar que existe uma suposta omissão da Sinfra no cruzamento de informações junto ao Conselho Regional Agronomia e Engenharia -CREA para verificar a autenticidade de todos os documentos.

O Blog publicará uma série de reportagem detalhando o esquema. Aguardem!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

5 comentários em “Fraudes na Sinfra envolvendo construtoras do MA podem levar empresários para cadeia”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. ANAILDO DE SOUSA PEREIRA

    Imprensa divulgar, população fica sabendo e ministério público cruza os braços

  2. José alves

    Só acredito em responsabilização caso a polícia federal investigue.
    Se ficar a cargo da polícia civil ou do ministério público estadual vai terminar em pizza, haja vista que o governo controla tudo.

  3. anaildo

    falou tudo Jose.

  4. Emilio Murad

    Existe, é verdade e na CEF também. É uma quadrilha com ramificações na Prefeitura .

  5. UM CRÁPULA!

    Suspeita-se nos bons meios licitatórios do Maranhão de obras e serviços de engenharia, que isso é um “guardachuvazão” milionário que vinha se arrastando desde o ano passado cujo objeto é a reforma de logradouros públicos no estado? E que alguns licitantes, após supostas tratativas ingênuas ou não, dizem que foram ludibriados (preteridos) por 4 empresas felizardas? Tudo muito estranho e pouco crível no nosso sentir!?

    A propósito, pela recém-aprovada Lei Geral de Licitações e Contratos na Administração Pública que tramitava há 7 anos no Congresso Nacional de iniciativa do Senado Federal estando hoje em vias de sanção presidencial, para o desate destes e outros supostos casos trouxe grandes inovações, existindo dispositivos estabelecendo prazos de forma inédita para o MP e afins se manifestarem quando provocados por órgãos e entidades em até 1 (um) mês (art.169). Assim como, elegendo prioridades de tramitação de processos no Judiciário (art.177). Alterando inclusive de bom grado o art. 1048 do Novo Código de Processo Civil. Queremos ver agora as supostas trocas de favores, idem os embargos auriculares e de gaveta e simpatias funcionarem até nas demandas licitatórias e dos contratos de obras públicas diante dessa moderna lei que está para ser sancionada pelo probo, patriótico e bem-intencionado presidente Bolsonaro?

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários