Poder

Presidente Bolsonaro escolhe desembargador piauiense para ministro do STF

O presidente Jair Bolsonaro comunicou a ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) que já escolheu um nome para a vaga de Celso de Mello na corte: o desembargador Kassio Nunes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A escolha, ainda não confirmada oficialmente, surpreendeu os magistrados: Nunes era candidato a uma vaga no STJ (Superior Tribuna de Justiça), que será aberta com a saída do ministro Hugo Napoleão, que se aposenta em dezembro.

O próprio Kassio Nunes afirmou a interlocutores que Bolsonaro disse a ele na terça (29), no Palácio do Planalto: “Vai ser você”. O convite teria surpreendido o desembargador.

O desembargador ingressou no Tribunal Regional Federal da 1ª Região pelo quinto constitucional, na vaga da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

É considerado pelos advogados um magistrado equilibrado e acessível, que prestigia a defesa. Tem também a seu favor ser um magistrado produtivo, com 600 decisões diárias, em média.

A informação de que o magistrado poderá ser indicado foi antecipada por Lauro Jardim, do jornal O Globo, e confirmada pela coluna.

Ainda assim, ela está sendo tratada com cautela nos meios políticos e jurídicos, já que Bolsonaro, em mais de uma ocasião, recuou de indicações já sacramentadas.

O ministro Celso de Mello, que é decano do tribunal, se aposenta no dia 1º de novembro, quando completa 75 anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários