Poder

Obra da gestão de Edivaldo Júnior é alvo de inquérito por indícios de irregularidades

A gestão de Edivaldo Holanda Júnior está no bojo de um inquérito que apura indícios de irregularidades na construção da maternidade da Cidade Operária, em São Luís.

A investigação está em andamento na 36ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa sob a responsabilidade do promotor de Justiça, Marcos Valentim Pinheiro Paixão.

Segundo documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira, o inquérito foi instaurado a partir da conversão da Notícia de Fato nº 03/2020 – 36PJE, que apontou uma série de supostas irregularidades no Convênio firmado entre o Ministério da Saúde e o Fundo Municipal de Saúde de São Luís, administrado pela Prefeitura da capital maranhense.

O contrato em questão foi celebrado no final de 2013 no valor total de R$ 24 milhões, sendo R$ 1 milhão de contrapartida da gestão de Edivaldo Júnior. Entre os anos de 2014 e 2016 foram liberados pelo Ministério da Saúde mais de R$ 4 milhões, no entanto a obra não passou da fase de fundição e ficou abandonada.

Recentemente, a Secretaria Municipal de Saúde anunciou que o local servirá para a construção de uma praça.

A investigação tem prazo de 12 meses para ser concluída.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Obra da gestão de Edivaldo Júnior é alvo de inquérito por indícios de irregularidades”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Daniel Lima

    Obra envolve Ronalldo Lopes lima e Secretário da Semosp

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários