Poder

Cicin abandona Prefeitura para comandar projeto político de “apadrinhado” em Estreito

O prefeito de Estreito Cicero Neco – Cicin, tenta a todo custo emplacar seu candidato “apadrinhado” a prefeito para esse pleito eleitoral. Numa tentativa desesperada, Cicin chega confundir a população, pois, suas atitudes são de como se ele fosse o candidato. Deixou de ser o prefeito da cidade e passou pessoalmente a comandar a campanha. São reuniões, visitas, tentativas de acordos e reversão de ideias e opiniões.

A máquina pública destravou dos últimos dias pra cá, o COVID já não existe, as dificuldades de recursos é coisa do passado, nunca a prefeitura e suas secretarias foram tão eficientes e rápidas na resolução de problemas antes impossíveis de se resolver. A última vez que o atual gestor andou perambulando pelas ruas, sertão, assentamentos, numa freqüência tão constante foi quando concorreu a reeleição.

A rejeição do candidato Cássio batista é tamanha que segundo informações por dentro dos bastidores, Cicin não deixou os santinhos serem produzidos sem sua foto junto do apadrinhado. Foi “imposto”, “determinado”, através da velha batida na mesa que todos os seus “arautos” (vereadores) de mandato que estão “agarrados/amarrados” não parassem de percorrer a zona rural inclusive ele Cicin, nem sequer no dia do falecimento do pai do candidato Cássio Batista.

Várias são as promessas e propostas apresentadas de um governo de continuidade como, por exemplo, Incentivar as modalidades de competições atléticas e esportivas, sendo que durante os dois mandatos de seu “fada madrinha” isso foi totalmente esquecido. Outro exemplo de descontinuidade, é a promessa de olhar para os agentes de transito e guarda municipal sendo que o Plano de cargos e Carreira da categoria há tempos esta travada engavetado, mantendo os profissionais com um baixo salário e controlando através de benefícios que são retirados ao bel prazer da gestão atual quando se sente incomodado com os profissionais.

Como acreditar em propostas como o espaço de acolhimento para as pessoas que vêm da zona rural e necessitam fazer exames ou atendimentos médicos, se esse era um de seus projetos quando eleito em 2013 e nunca saiu do papel? O plano de governo apresentado atualmente pelo candidato Cássio Batista, nada tem de inovador, tendo em vista que o candidato fez parte dos dois mandatos, e qualquer promessa apresentada pode ser questionada, de o porquê não o fez. Pelo visto, o barco segue com a mesma carta de navegação, onde o objetivo é manter o mesmo comandante, mudando apenas os marujos. Acredite se quiser.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários