Poder

PGJ instaura inquérito para investigar Flávio Dino

A Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) instaurou um inquérito para investigar o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), por ato de improbidade administrativa.

A Portaria que comunica o fato foi divulgada no Diário Eletrônico desta quinta-feira (27), mas o documento foi assinado no dia 24 desse mês.

Segundo a PGJ, a instauração do procedimento investigatório se deu a partir da conversão da Notícia de Fato nº. 002258-509/2019, protocolada no órgão ministerial no ano passado.

Detalhes da motivação do inquérito não foram revelados pelo Parquet, pois são oriundos de uma denúncia sigilosa contra Flávio Dino.

A investigação está sob a responsabilidade do promotor Carlos Henrique Brasil Teles de Menezes, assessor do procurador-geral de Justiça, Eduardo Nicolau.

O prazo de conclusão dos trabalhos é de 12 meses.

Essa não é primeira vez que o Ministério Público instaura um procedimento contra Dino.

Em maio, o governador foi acionado pelo promotor de Justiça de Defesa do Idoso, José Augusto Cutrim Gomes, por não divulgar dados sobre os gastos com medidas de combate ao novo coronavírus (Covid-19) no Maranhão.

De acordo com o documento, a peça foi motivada por inúmeras denúncias de óbitos de idosos que não receberam atendimento, de falta equipamentos de proteção individual, leitos de UTI, respiradores, testes, exames, medicamentos e demais materiais usados contra o novo coronavírus (reveja).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “PGJ instaura inquérito para investigar Flávio Dino”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Martha Hirsch Aulete

    E lula o construtor desse politico de um partido vigarista: PCdoB, — que não tem independência mas é totalmente atrelado ao Petismo (religião).
    Digno de espanto aqui no Brasil, se bem que vulgaríssimo, e tão doloroso quanto
    impressionante, é ver milhões de homens a servir, miseravelmente
    curvados ao peso do jugo, esmagados não por uma força muito grande,
    mas aparentemente dominados e encantados apenas pelo nome de um só
    homem [lula] cujo poder não deveria assustá-los, visto que é um só (lula –, o vigarista).

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários