Poder

Gestão de Carlos Negão é alvo de mais uma investigação na Procuradoria Geral de Justiça

A Prefeitura de Miranda do Norte foi denunciada à Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão (PGJ).

A denúncia foi feita de forma sigilosa, de acordo com informações do Sistema Integrado do Ministério Público.

Entretanto, na mesma página consta que foi dado entrada no gabinete do então procurador geral de Justiça, Luiz Gonzaga, um ofício encaminhado pela Procuradoria Regional do Maranhão contendo uma cópia da Notícia de Fato – procedimento aberto para iniciar a apuração de supostas irregularidades.

No SIMP, há informações de que o que motivou a abertura do procedimento foi relato de supostos atos de improbidade administrativa cometidos pela Prefeitura de Miranda do Norte.

O caso deverá ser analisado pelo procurador geral Eduardo Nicolau.

No dia 5, a gestão de Carlos Eduardo Fonseca Belfort, conhecido como Negão, foi alvo da operação Falsa Esperança, deflagrada pela Polícia Federal.

Segundo os federais, a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) foi superfaturada em mais de 400% e houve uma simulação de compra de respiradores pulmonares, pois os equipamentos nunca foram entregues (saiba mais aqui).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários