Poder

Denúncias relatam invasão de milicianos em fazenda da cidade de Fernando Falcão

Ex-policial militar Evangelista Araújo Costa.

Documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira revela atuação de milicianos em fazenda da cidade de Fernando Falcão, interior do Maranhão.

Segundo denúncia registrada, no dia 20 de julho de 2018, foi invadida uma fazenda localizada próxima ao Povoado de Catingueiro, zona rural do município citado acima, por 15 homens que destruíram placas, atearam fogo em todo material elétrico hidráulico e de construção, como tijolos cimento.

Os materiais que não foram destruídos, os invasores subtraíram, como 1.200 mil estacas de madeira, segundo relatou o administrador da fazenda ao denunciar o caso à polícia.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a invasão foi comandada pelo ex-policial militar Evangelista Araújo Costa, que ligou para o caseiro fazendo ameaças acerca do uso da propriedade, alegando que seria o dono das terras.

Em outra documentação protocolada no Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão, há relatos da atuação do mesmo bando em outras invasões de diversas propriedades em Fernando Falcão.

“Também, na data de 10/10/2019 o grupo de miliciano, comandado pelo elemento Evangelista Araújo Costa, que se diz ex-pm da PMMA apoiado pelos Stg Anselmo e Cabo Ribeiro, ambos pertencente ao 37º BPM – Grajaú, acompanhados pelo policial da Policia Civil e vereador de Palmas Tocantins, Juscelino Rodrigues de Jesus, Soldado Anderson e Soldado Rafael, provável a PMTO ou PMMA ameaçaram pequenos fazendeiros, posseiros, entre outros que tiram o sustento da terra”, afirma a denúncia.

Juscelino Rodrigues de Jesus e Antônio Alves da Rocha, conhecido como Toninho do PT

Segundo relato documentado, o grupo de invasores é liderado pelo ex-policial militar Evangelista Araújo Costa, pelo policial civil e vereador de Palmas (TO), Juscelino Rodrigues de Jesus, pelo topógrafo Edvaldo Pereira Rocha, um elemento identificado como comandante de Palmas-TO, Antônio Alves da Rocha, conhecido como Toninho do PT, o sargento Anselmo e Cabo Ribeiro, lotados no 37º BPM de Grajaú, Soldados Anderson e Rafael.

Evangelista Costa também já foi denunciado pela própria mãe por vender um terreno sem o conhecimento da mesma e os irmãos. Segundo a denúncia, o ex-policial vendeu ilegalmente uma área denominada Fazenda São Domingos, localizada na zonal rural de Ipueira, no Tocantins. Ao ser descobrir a venda ilegal, um dos irmãos questionou a transação a Evangelista, que o ameaçou dizendo que teria homens suficientes para matar quem fosse preciso.

Além disso, pesa contra o chefe do grupo uma acusação de ameaça de morte ocorrida no município de Lajeado, no Tocantins, em razão de um incidente com gados.

E no Maranhão, o ex-policial está sendo acusado de desmatar ilegalmente duas áreas conhecidas como Baixo Fundo, próximo ao Povoado Catingueiro, e na Baixa Verde identificada como Fazenda Paulista, ambas em Fernando Falcão. O caso foi denunciado à 1ª Promotoria de Justiça de Barra do Corda.

A Secretaria Municipal de Fernando Falcão foi notificada pelo Ministério Público a prestar esclarecimentos através de um laudo ambiental que trata sobre suposto desmatamento. Em resposta ao Parquet, a SEMMAM enviou um ofício onde afirma que colheu informações sobre fato e que um indivíduo identificado com Zé Filho confirmou que o Evangelista teria desmatado cerca de 300 hectares da área do Baixo Fundo.

O Blog tentou contato com os citados, mas não obteve sucesso. O espaço está aberto para que esclareçam pelo número (98)98756-1819.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Denúncias relatam invasão de milicianos em fazenda da cidade de Fernando Falcão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Maria

    Tem demais isso no Maranhão, era um Estado pra ter moral e não deixar acontecer esse tipo de coisas, Polícia tem que resolver essas coisas, se isso passa na Globo, Justiça tem que botar moral.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários