Poder

Denúncia relata corte de férias de servidores terceirizados da Emserh

Denúncia enviada ao Blog do Neto Ferreira relata que servidores terceirizados da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – Emserh tiveram as férias cortadas.

Um ofício enviado pela gestora de Parceria, Eulália Sousa Abreu, à coordenadora de Pessoal do Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana – IADVH, Joana Kelly Lima Gaspar, informa o cancelamento das férias do mês de agosto de todas unidades nas quais atuam os funcionários do Instituto.

O IADVH alega que há um défict no quadro de funcionários devido a prorrogação do decreto que afasta colaboradores com cormobidade das funções devido ao novo coronavírus.

No entanto, os servidores afirmaram que a empresa informou a eles que não terá dinheiro para pagar os encargos e por isso suspendeu o benefício.

“Após uma semana de férias, funcionários são obrigados a retornarem as pressas para suas unidades de trabalho, empresa afirma que não terá dinheiro para pagar os encargos.
Desvalorização, falta de compromisso e desrespeito com a classe de funcionários, é lamentável, mais essa gestão não tem nenhum compromisso com a saúde pública. Saímos de férias segunda feira e retornamos hoje”, relatou um dos servidores afetados com o corte da férias


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Denúncia relata corte de férias de servidores terceirizados da Emserh”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Carlo costa

    Minha esposa trabalhou 5 anos nesse maldita empresa. Eles depositaram 2 anos de FGTS e INSS. Depois disso os 3 anos seguintes deixaram de depositar. Quando foi reclamar eles alegam que e uma empresa publica e por isso não tem obrigação de deposita nenhum dos dois. Só que todo mês era desconta o INSS do salário. Essa empresa e simplesmente não paga esse tempo que ficou lá dos aumentos de salários á empresa pagou apenas 1. Os outros aumentos nunca pagou. Vários funcionários do período da minha esposa entraram na justiça contra ela. E pior foi a colega dela que precisou se afastar do emprego por problema de saúde. Quando deu entrada no auxílio no INSS foi negado pq á empresa nunca depositou um INSS dela. Essa empresa e um porcaria.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários