Poder

Câmara é alvo de investigação por irregularidades em contrato de R$ 144 mil em Imperatriz

A Câmara de Vereadores de Imperatriz está no bojo de um inquérito civil que apura a contratação do Centro Brasileiro de Análises Clínicas – Cebrac.

A investigação foi instaurada pela 1* Promotoria de Justiça Especializada de Imperatriz e está a cargo da promotora Nahyma Ribeiro Abas.

Segundo o documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira, a Casa Legislativa, presidida pelo vereador José Carlos Soares Barros, contratou, sem licitação, o Cebrac pelo valor de R$ 144 mil.

O objeto contratual era a prestação de serviços de exames de Covid-19 nos servidores da Câmara.

O Parquet afirmou que apontamentos do Relatório GEPATRI n° 026/2020 detalham diversas irregularidades na contratação da Clínica.

“Considerando que as irregularidades apontadas no referido Relatório podem repercutir em atos de improbidade administrativa, na forma prevista na Lei nº 8.429/92, bem como em violação a outros preceitos estatuídos na legislação pátria; a necessidade de apuração de possíveis condutas ilícitas na condução desta contração, especialmente para fins de eventual responsabilização dos envolvidos, bem como a necessidade de sanear as irregularidades apontadas”, diz trecho da Portaria -1ªPJEITZ – 132020 do dia 30 de junho.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários