Poder

Justiça Federal manda soltar alvo da Operação Cobiça Fatal

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região mandou soltar o empresário Alexandre Chuairy Cunha e revogou a prisão de João de Deus Souza Lima Júnior.

Ambos foram alvos da Operação Cobiça Fatal deflagrada na terça-feira (9) pela Polícia Federal em São Luís. As prisões foram autorizadas pelo juiz federal Luiz Régis Bomfim Filho, da 1ª Vara Federal da capital Maranhense.

Alexandre e João de Deus são acusados de integrar um esquema de superfaturamento na compra de máscaras feita pela Prefeitura de São Luís.

Segundo a decisão, João Deus não foi encontrado pelos policiais federais no dia da operação, portanto não estava preso. Desse modo, já não fazia mais efeito o mandado de prisão. E Alexandre, que foi localizado, prestou todos esclarecimentos à Autoridade Policial.

Chuairy é o sócio oculto da Precision Soluções, empresa de fachada usada no esquema da Saúde. E João de Deus é o verdadeiro dono da C.J. Comércio, conhecida como Só Saúde.

Por meio das empresas, os dois, em conluio com outros investigados, superfaturam uma compra de máscaras da gestão de Edivaldo Holanda Júnior em R$ 2,3 milhões.

Acesse aqui a decisão


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Justiça Federal manda soltar alvo da Operação Cobiça Fatal”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José Alves

    Kkkkkkkkk.
    Eita justiça brasileira.
    Se fosse ladrão de galinha iria passar meses em Pedrinhas, agora como possuem muito dinheiro não ficaram sequer 48 horas detidos.
    Foi por água abaixo o desenrolar das investigações.
    Tudo é feito para não chegar nos peixes grande.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários