Poder

Ex-marido é preso acusado de mandar matar mãe e filha em São Luís

Em Imperatriz, a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) prendeu o mandante da morte da empresária Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos, e da sua filha Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos.

O acusado é Geraldo Abade Souza, ex-marido de Graça Maria. Em depoimento, ele esclareceu que a motivação do crime teria sido ganhos de uma disputa judicial recebidos pela ex-esposa, que seriam um terreno de alto valor e a uma empresa.

Para assassinar a empresária e a filha, o ex-marido contratou um homem pela quantia de R$ 5 mil. O executor, segundo a polícia, trabalhava em uma obra ao lado da residência das vítimas e tinha fácil acesso à casa.

As autoridades policiais analisaram, ainda, as imagens das câmeras de segurança do local, que mostraram o homem saindo da casa por volta do meio dia de sábado (6). Ele carregava uma pequena bolsa, uma maleta de ferramentas e um celular.

Depois do crime, o autor vendeu o aparelho celular no bairro da Divinéia, em São Luís. O dispositivo foi rastreado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar, que conseguiu localizar o vendedor.

Durante depoimento, o autor do crime disse que tinha recebido orientações do ex-marido da empresária Graça Maria, para que matasse as vítimas por asfixia. O suspeito teria recebido ainda outras duas opções: colocar os corpos no carro e incendiá-los, ou causar um incêndio na casa depois de ter matado as vítimas.

O executor apenas deixou os corpos dentro do carro cobertos por um lençol.

A delegada Viviane Fontenelle do Departamento de Feminicídio contou ainda que o autor do duplo feminicídio matou primeiro a mãe asfixiada, e logo depois a filha, também por asfixia, além de vários golpes na cabeça.

O autor do crime foi preso no último fim de semana. O ex-marido da empresária foi preso na cidade de Imperatriz, e deve ser trazido para a capital para prestar depoimento.

Entenda o caso

Os corpos de Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos e Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos foram encontrados enrolados em um lençol dentro um veículo, na garagem da casa das vítimas, no dia 07 de junho.

A empresária foi amarrada e asfixiada. Já a filha, além de sofrer asfixia, tinha várias lesões corporais pelo corpo. No imóvel, não foram encontrados sinais de arrombamento.

As vítimas foram encontradas por parentes, que estranharam o sumiço das duas e resolveram procurá-las.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários