Poder

Edivaldo Júnior é denunciado ao Ministério Público por obra abandonada de maternidade

No dia 28 de abril, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), foi denunciado à Ouvidoria do Ministro Público do Maranhão por irregularidades na construção da maternidade da Cidade Operária.

A denúncia foi protocolada pelo ex-presidente do Conselho Comunitário do bairro da Cidade Operária, Urubatam da Costa.

Segundo o documento enviado ao Blog do Neto Ferreira, a Prefeitura decidiu construir uma praça na área destinada à maternidade prometida por Edivaldo Holanda Júnior em duas campanhas elritorais, mas que foi abandonada ainda na fase de fundição (reveja).

Na manifestação, o ex-presidente afirma que a população não aceita que o terreno seja utilizado para instalação de uma praça e pede a volta das obras da maternidade.

Para construir a unidade hospitalar, a gestão de Holandinha chegou a receber do governo federal R$ 3,3 milhões. Em contrapartida, foi tirado dos cofres públicos de São Luís mais R$ 1 milhão para investir na obra. Ao total, foram destinados R$ 4,3 milhões ao projeto.

Após o fim da vigência contratual em 2018, o governo federal não repassou mais recursos e a construção foi abandonada.

Recentemente, o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, afirmou que a maternidade não será mais construída e no lugar ficará uma praça, o que vem revoltando os moradores.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Edivaldo Júnior é denunciado ao Ministério Público por obra abandonada de maternidade”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Anderson Carpeggiane

    Queremos a maternidade da cidade operária prefeito

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários