Poder

“Se ocupação de UTI chegar a 80%, decreto fechamento total de atividades”, diz Flávio Dino

Apesar de estar em situação melhor em comparação a outros Estados na crise da covid-19, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), se prepara para o pior. “Tenho um decreto pronto de lockdown (fechamento total de atividades) se a ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) chegar a 80%”, disse Dino ao Estado se referindo à medida radical prevista para ser tomada na região metropolitana de São Luís, capital maranhense.

Atualmente, 95% dos casos confirmados no Estado se concentram nesta área, com cerca de 1,5 milhão de habitantes. A região estava com 70% dos seus leitos de UTI ocupados até terça-feira (21), quando governo local alugou um hospital de 200 leitos para suprir a demanda. “A luta é todo dia. Já estou alugando outro hospital e contatando 200 leitos de hospital de campanha”, disse.

Atualmente, 95% dos casos confirmados no Estado se concentram nesta área, com cerca de 1,5 milhão de habitantes. A região estava com 70% dos seus leitos de UTI ocupados até terça-feira (21), quando governo local alugou um hospital de 200 leitos para suprir a demanda. “A luta é todo dia. Já estou alugando outro hospital e contatando 200 leitos de hospital de campanha”, disse.

Nessa região metropolitana, os moradores convivem atualmente com restrições brandas de isolamento social. Atividades essenciais funcionam e as demais estão paradas. No resto do Estado, a maioria das cidades não registra casos de novo coronavírus. Nessas localidades é de responsabilidade dos prefeitos aplicar ou não restrições de isolamento.

“Estou analisando todos os cenários possíveis e os indicadores para mim são óbitos e capacidade hospitalar. Como, até agora, a capacidade hospitalar está assegurada e tenho mais leitos para entregar, estou num sentido otimista. Apesar do crescimento de casos, acho que a gente dá conta de segurar a demanda”, afirmou Dino.

A rede estadual básica de saúde do Maranhão tem 400 leitos de UTI, destes 132 exclusivos para o novo coronavírus. O governo também conseguiu ampliar a compra de respiradores. Foram 207 nas últimas semanas. “Dá para dobrar a capacidade que temos”, disse o governador.

O custo mensal da rede de saúde maranhense é de R$ 150 milhões. Dino afirma que recebeu um repasse de R$ 27 milhões do Ministério da Saúde. “Ajuda a amenizar. Agora, estamos fazendo esforço próprio. O ministério repassou também pra municípios algo na casa de R$ 68 milhões”, disse.

Na linha de frente do enfrentamento e com colegas já contaminados, o governador afirma que tenta se proteger contra o vírus. “Estou me cuidando e me agarrando a todos os santos. Só Nossa Senhora são oito aqui na minha sala”, disse. Os governadores do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o do Pará, Helder Barbalho, foram infectados com a covid-19.

“Essa é uma tendência. Um subproduto oculto da crise. As equipes de governo também vão ficando muito expostas. Você integra o serviço essencial e seu nível de exposição é alto”.

Do Estadão de São Paulo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

7 comentários em ““Se ocupação de UTI chegar a 80%, decreto fechamento total de atividades”, diz Flávio Dino”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José Iran

    E aí governador??o Sr decreta o fechamento e os novos casos vão para o forno como fez o nazismo?Deixe a candidatura de 2022 de lado e procure as autoridades federais,foi para governar que eu votei no Sr.por duas vezes.

  2. Dani

    Governador, não espere, feche tudo. Nos que estamos vendo de perto mortes de amigos, familiares, sabemos o quanto essa doença é maldita. O isolamento é essencial. Estamos impotentes. Isso não é política gente, e necessidade para o bem de todos . A economia desce, mas depois, quando isso passa, corremos atrás para recuperar, pois estaremos com saúde.

  3. junior

    Se ele procurar as autoridades federais estamos lascados, afinal de contas pelo Bozo era para funcionando tudo normal, pois para ele economia parece ser mais importante que vidas humanas.

  4. jonas

    Junior seu idiota deixa a economia falir que eu quero ver o que tu vai comer, onde tu vai trabalhar. Isso ai é conversa desse governador incompetente, pra declarar estado de calamidade e pedir mais dinheiro pra eles poderem roubar.

  5. Anaildo

    O governador está achando que o covid19 é pouco para exterminar o povo maranhense, aí já está planejando o plano B, se não morrerem da doença nós matamos de fome………parabéns comunista .

  6. Lucio

    Governador! Fecha logo é tudo moço. Tá esperando oque macho?

  7. junior

    Jonas se Bolsonaro dizer que merda é bom, tu come e não faz nem a cara feia.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários