Poder

Suposto agente da Abin ligou para o governo do MA para falar sobre respiradores

Os secretários do governo do Maranhão passaram a receber ligações de um suposto agente da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) desde que a operação para trazer respiradores da China pela Etiópia foi revelada pelo Painel. Identificando-se como Mauro, ele solicitou aos secretários mais detalhes sobre como havia sido feita a importação.

A operação envolveu o envio dos respiradores para a Etiópia, para escapar dos radares dos Estados Unidos e Europa, e o fretamento de um avião de Guarulhos para São Luís. Segundo os envolvidos, o desembaraço na Receita foi feito no Maranhão, e não em São Paulo, para evitar o risco de que os equipamentos fossem retidos.

Mauro disse que é, sim, agente da Abin, mas pediu que mais detalhes fossem pedidos à própria agência. Procurada, ela respondeu em nota que não tem “qualquer informação sobre essas supostas ligações”.

Nesta segunda (20), a Receita Federal afirmou que a operação foi ilegal e que processará os responsáveis. Flávio Dino, governador do Maranhão, lamentou a iniciativa do governo Jair Bolsonaro, e disse que continuará pensando em estratégias para cuidar da população de seu estado durante a pandemia do novo coronavírus.

Da coluna Painel, Folha de São Paulo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários