Poder

Governador suspende o transporte rodoviário para saída e entrada de São Luís

G1MA

O governador Flávio Dino (PCdoB) emitiu nesta terça-feira (7) um decreto em que suspende o transporte rodoviário intermunicipal com entradas e saídas de passageiros da ilha de São Luís. A medida começa a valer partir das 8h desta quarta (8) e abrange a passagem pelo Estreito dos Mosquitos e o serviço de Ferry Boat.

Em relação ao transporte aquaviário, o serviço será reduzido a 1/3 do que é atualmente. Segundo o governador, o ato busca diminuir a propagação do novo coronavírus no estado e vai valer até o dia 13 de abril.

Apelo
O ato de suspensão das viagens intermunicipais ocorre após um pronunciamento pela internet em que o governador fez um apelo aos maranhenses para que não viajem para cidades do interior durante o feriado da Semana Santa. O governador pediu que as pessoas fizessem um ‘sacrifício’ não pelo governo, mas por suas famílias.

Dino afirmou ainda que vai emitir um ofício para a Federação dos Municípios do Maranhão sobre medidas de prevenção contra o coronavírus.

“Do mesmo modo estou emitindo hoje um ato restritivo da saída de pessoas de São Luís, porque nós sabemos que nesse período da Semana Santa há pessoas que desejam viajar para outros municípios. Contudo, nós temos uma concentração de casos em São Luís de modo que muitas pessoas aproveitarem o feriadão e viajarem para outras partes do nosso território, nós teremos o espalhamento desses casos em muitas partes simultaneamente em nosso território. Isso fará com que nós tenhamos uma sobrecarga dos serviços de saúde dos municípios”, explicou Dino.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Governador suspende o transporte rodoviário para saída e entrada de São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Eduardo

    Esse governador é um LOUCO, restringir sim mais tem que saber fazer como.
    Existem vários profissionais da saúde entre outros que precisam se deslocar para à capital para
    exercerem suas funções. Relatando ainda, que inuneros pacientes precisam fazer tratamento fora de
    domicilio.

    Sem noção….

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários