Poder

Dino diz que vai endurecer medidas na Região Metropolitana de São Luís

Nesta quarta-feira (29), o governador do Maranhão, Flávio Dino, deu entrevista à TV Mirante falando sobre o endurecimento das medidas de restrição na Região Metropolitana de São Luís. Segundo Flávio Dino, o quadro sanitário é gravíssimo em âmbito nacional, pois os números de pessoas infectadas com o novo coronavírus está crescendo em todos os estados brasileiros. No Maranhão, houve um crescimento da taxa de hospitalização, tanto na rede pública quanto na privada, principalmente na capital.

“Recebi um ofício do Sindicato dos Hospitais Particulares de São Luís, informando que os hospitais não dispõem mais de vagas, pois os números de internação já ultrapassam a capacidade de atendimento da rede de saúde privada. E, na Ilha de São Luís, temos o preenchimento de 100% dos leitos de UTI, tanto público quanto no privado. Diante disso, nós temos uma tendência de, infelizmente, a partir da próxima semana, termos um endurecimento das medidas. Porque elas, infelizmente, são necessárias. É o caminho que o mundo inteiro indica”, afirmou o governador do Maranhão.

Flávio Dino destacou que não há motivo para pânico por parte da população e negou os boatos que estão circulando nas redes sociais, afirmando que o governador iria decretar, nesta quinta-feira, o lockdown.

“Isso não é verdade, o decreto que está em vigor vai até terça-feira (5). E qualquer medida será anunciada com antecedência, de modo que não há razão para pânico, correria, não precisa estocar alimentos, nada disso. Será tudo avisado com antecedência para as pessoas se prepararem. E essas medidas se referem a Ilha de São Luís, onde temos o preenchimento de 100% dos leitos de UTI. As medidas preventivas, portanto, no que se refere a Ilha de São Luís, serão reeditadas para valerem a partir da próxima semana. E a tendência é que haja, de fato, maior rigor, portanto, diminuição de circulação de pessoas, para que possamos assegurar que haja uma redução na velocidade da contaminação”, explicou Flávio Dino.

Sobre as filas nos bancos, grande movimento de pessoas na Rua Grande, no Centro de São Luís, e das aglomerações em outros locais, Flávio Dino destacou que é “um absurdo e contraria todos os decretos que foram editados”. Ele afirma, ainda, que houve um aumento da fiscalização e aplicação de multas, mas isso não tem sido suficiente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Dino diz que vai endurecer medidas na Região Metropolitana de São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Maria

    Governador o dinheiro que vem pra Saúde do Maranhão, faça os POSTOS DE SAMU nas Cidades que não tem, isso vai ajudar o povo pobre que prescisam de uma Urgência.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários