Poder

Coronavírus e bolsonarismo são doenças que desafiam o país, diz Flávio Dino

“Meu diagnóstico é que o Brasil se defronta com duas patologias, duas doenças. Uma, no sentido estrito da palavra, que são as síndromes derivadas do coronavírus. A outra doença é uma patologia política que atende pelo nome de bolsonarismo ou Bolsonaro. Temos que cuidar de uma de cada vez.”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), conversou com o UOL sobre o enfrentamento à Covid-19 e os impactos das ações que vêm sendo adotadas pelo governo federal junto à população, à economia e à política. Para ele, o “negacionismo” do presidente da República fez com que medidas para garantir salários, proteger empresas e distribuir renda a informais e desempregados demorassem para ser anunciadas, causando um problema social. O Maranhão registrou, neste domingo (29), o primeiro óbito pela doença.

“Só há duas posições: quem defende, neste momento, medidas preventivas e quem, como o próprio Bolsonaro, acha normal que alguns morram. Eu quero ver ele dizer isso às famílias das vítimas”, diz. “Claro que esperamos que o mais breve possível seja viável rever certas restrições. Mas, no momento, o consenso científico é de que o distanciamento ou isolamento social é o único caminho que temos.”

Jair Bolsonaro dedicou a última semana à defesa de sua proposta de “isolamento vertical” para combater a Covid-19, ou seja, separar do convívio social apenas idosos e pessoas mais suscetíveis à doença. Conclamou a todos a abandonarem o distanciamento e o isolamento social, recomendados pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde como forma de retardar o avanço da pandemia. Ameaça baixar um decreto mandando todos voltarem à vida normal.

Flávio Dino tem sido um dos governadores mais críticos a essa demanda. Para ele, a única forma dela dar certo seria colocar todos esses cidadãos “em campos de concentração”.

“Alguns dizem: ‘os fortes vão trabalhar e os fracos ficam em casa’. A síntese dessa ideologia, de inspiração eugenista, quase que nazista, seria a visão de que esses supostos fortes não teriam contato com os fracos. Ora, como faz isso? O governo vai dar casas para as pessoas? Para quem tem algum tipo de imunodeficiência ou para os idosos? É uma insensatez. É um descompromisso com a seriedade que deve inspirar o presidente da República”, afirma.

O governador não descarta o impeachment como uma das possibilidades institucionais. Afirma que o ideal é que Bolsonaro termine seu mandato, mas que o país e as instituições têm um limite do que podem suportar. “Se diante da gravidade da perda de uma vida humana, ele menospreza, fico a imaginar: o que poderia fazer com que ele mudasse?”

Também mandou um recado à esquerda ao afirmar que lideranças políticas que não estão no Congresso Nacional precisam aprender com o exemplo de união que os parlamentares do campo democrático tem dado durante a crise.

Da Coluna do Leonardo Sakamoto

Leia mais aqui


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

8 comentários em “Coronavírus e bolsonarismo são doenças que desafiam o país, diz Flávio Dino”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Joao Jr

    Flavio Dino, sua turma e o comunismo são as doenças que estão afundando o MA mais ainda. Esse balofo não desce do palanque. Por isso, não duvido de estarem mascarando os números no MA.

  2. Anaildo

    Na minha opinião os políticos do Maranhão é como o vírus do HIV, não tem cura e mata aos poucos para causar grande sofrimento, corja de hipócritas dissimulados obcecados pelo dinheiro público e pelo poder.

  3. Marcos

    ESSE FLAVIO DINO NUNCA PAGOU OS PRECATORIOS DOS PROFESSORES…AGORA FAZ FALTA ESSE DINHEIRO PARA MILHARES DE FAMILIAS….VAI P.KSA DA PORRA FLAVIO DINO…

  4. Advogado

    A OAB MA NAO TA NEM AI PARA OS ADVOGADOS…DEVIA ERA DEVOLVER O VALOR DA ANUIDADE 2020 AOS ADVOGADOS QUE JA PAGARAM….COM.FORUM E JUIZADOS..TUDO FECHADO…FICA COMPLICADO….A OAB MA QUANDO É EPOCA DE ELEICAO LIGA 24HS PARA OS ADVOGADOD PARA SABER EM QUEM VAO VOTAR E PEDIR VOTO….AGORA NAO LIGAM NEM P DÁ UM BOM DIA….SO QUER SABER DO DINHEIRO DA ANUIDADE DOS ADVOGAFOS…SO ISSO..NDA NDA.NDA MAIS Q ISSSO…DEVOLVAM PELO.MENOS A ANUIDADE 2020…

  5. jonas

    Enquanto esse safado esta pagamento milhoes pra midia paulista pra ta falando besteira os medicos do sistema de saude e fornecedores estão ha meses sem receber.

  6. Bruno Veras

    E a aglomeração para distribuir cestas básicas não é uma irresponsabilidade também?

  7. ANDREA

    A pergunta que nunca vai calar…..por que em um estado que tem os piores numeros em todos os sentidos. o Governador acha que sabe de algo,e se sabe por que não resolve os nossos problemas aqui existentes???????????????????????????????????????????????.

  8. Sf

    Vejam olhar o estado Maranhão no setor da saúde, educação, segurança e infraestrutura
    E tirem as suas próprias conclusões

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários