Poder

Alvos de auditoria, empresas faturaram R$ 1,6 milhão em contratos na Câmara de Paço

Alvos de auditoria do Ministério Público de Contas (MPC), as empresas Clara Comunicação, Construtora Rampa e CF Ferreira movimentaram R$ 1,6 milhão em contratos na Câmara de Paço do Lumiar, presidida pelo vereador Fernando Antônio Braga Muniz. As informações constam no Portal da Transparência do Poder Legislativo luminense.

O Blog do Neto Ferreira apurou que, grande parte desse montante milionário deverá ser destinado à Clara Comunicação, dos sócios Félix Alberto Gomes Lima e Saturnina Gomes da Silva.

A agência de publicidade foi a vencedora da licitação com valor de R$ 982.561,00 mil que tinha como objeto as ações de propaganda para a Casa de Legislativa. O contrato tem validade de 1 ano.

Já a C.F. Ferreira, mais coonhecida como Comercial Ferreira, ficou com uma parcela bem menor, mas não menos importante. Ela deve faturar R$ 406.778,10 mil entre os anos de 2019 e 2020.

Vale destacar que a empresa, localizada em Santo Amaro, foi contratada para fornecer materiais de consumo, porém a sua atividade principal registrada na Receita Federal é de hotéis.

Para fazer reformas no prédio da Câmara de Paço do Lumiar, a Construtora Rampa foi agraciada com um contrato de R$ 295.996,18 mil com validade entre 15 de outubro de 2019 e janeiro de 2020. A empreiteira é dos sócios Clara Lúcia Uchoa Freitas e Pablo Henrique Uchoa da Silva.

Em razão desses acordos contratuais, as três empresas e a Câmara foram alvos de uma representação protocolada pelo Ministério Público de Contas no Tribunal de Contas do Estado (TCE) que pedia uma auditoria nos documentos e fiscalização nas sedes das licitantes.

O pedido foi aceito pelo TCE, que autorizou a investigação. A decisão foi tomada no dia 18 de março pela Corte.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários