Poder

Hackers são presos em Imperatriz por desviar dinheiro de contas de bancos digitais

Na manhã desta quarta-feira (19), uma operação da Polícia Civil, denominada Ostentação, culminou na prisão hackers acusados de operar um sistema de sites falsos, roubo de senhas bancárias, empréstimos bancários fraudulentos em nome de terceiros, uso ilícito de criptomoedas e outros crimes virtuais afins.

Ao todo, os policiais cumpriram 13 mandados de buscas e apreensão e 7 de prisão temporária em Imperatriz e São Luís.

Segundo informações do delegado da Seic, Odilardo Muniz, responsável pela ação, foram aprendidos inúmeros comprovantes bancários, cartões de créditos, documentos falsos, aparelhos de telefone, computadores, valores em dinheiro, jóias e veículos de luxo,

“O esquema funciona da seguinte forma: os criminosos colocam link patrocinados de lojas como as Americanas no Facebook e os usuários clicam nesse link que vai direto para uma página falsa. No site, os clientes efetuam compras achando que é verdadeiro, no entanto o dinheiro pago pelo produto é desviado e vai para as contas da quadrilha”, detalhou Odilardo Muniz.

Os desvios podem chegar a mais de R$ 1 milhão.

Em depoimento, um dos hackers afirmou que nos últimos dois dias conseguiu desviar R$ 60 mil de contas de bancos digitais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários