Poder

Luiz Gonzaga investiga ex-secretário de Saúde por improbidade

Está no gabinete do procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga, o processo contra o ex-secretário de Saúde do governo Jackson Lago, Edmundo Costa Gomes.

A investigação iniciou após o Tribunal de Contas do Estado denunciar o ex-gestor por improbidade administrativa.

Em 2012, o Ministério Público Federal no Maranhão ofereceu denúncia contra o ex-secretário de saúde do estado do Maranhão, Edmundo Costa Gomes, por contratação irregular da empresa Med Surgery Hospitalar Ltda, na aquisição de medicamento. Além da contratação indevida, as investigações comprovaram ainda a tentativa de superfaturamento de preços.

Em junho de 2007, a Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES), titularizada por Edmundo Gomes, publicou no Diário Oficial do Estado do Maranhão, a inexigibilidade de licitação em favor da Med Surgery Ltda, para a compra de 500 frascos do medicamento toxina botulínica tipo A 100 UI. O valor unitário era de R$ 1.300,00, totalizando R$ 650.000,00 para a compra do remédio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Luiz Gonzaga investiga ex-secretário de Saúde por improbidade”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José alves

    Temos que verificar se o ex secretário apoia ou não o governo comunista.
    Dependendo da resposta talvez o ministério público não arquive.
    Nunca vi um ministério público tão omisso igual a esse do Maranhão, o atual governo realiza várias violações a lei de improbidade administrativa e não fazem nada.

  2. Anaildo

    A esquerda que ainda predomina nosso Maranhão, adoça a boca do rei.

  3. jonas

    Pode até apoiar, agora do jeito que esse Governador é traíra, tenhp certeza que não vao arquivar. Só quero ver se eles vão ter coragem de prender Edmundo, o dono da Med surgery, Paulo Braide dono da mercurio, os donos dessas empresas do Piaui são tudo bandido que estão ha anos roubando o estado, e agora que esse procurador sabe disso?

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários