Poder

Líder indígena é morto em emboscada no maranhão

Uma emboscada ocorrida na sexta-feira (1º) na Terra Indígena Araribóia, na região de Bom Jesus das Selvas, entre as aldeias Lagoa Comprida e Jenipapo, no Maranhão, resultou na morte do indígena Paulo Paulino Guajajara, também conhecido como o “Lobo Mau”, e de um madeireiro que também morreu na troca de tiros. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse por meio de uma rede social que a Polícia Federal irá apurar o assassinato do líder indígena Paulo Paulino Guajajara na terra indígena de Arariboia, no Maranhão. Moro falou em “crime grave à Justiça”.

O secretário de estado de direitos humanos e participação popular, Chico Gonçalves, disse que já está em Imperatriz com o secretário de estado de segurança pública, Jefferson Portela, e uma comitiva para tratar do assunto.

Por meio de nota, César Muñoz pesquisador sênior da organização não-governamental internacional Human Rights Watch, pediu que as autoridades brasileiras realizem uma investigação completa e independente sobre o ataque para que os responsáveis sejam punidos. Além disso, ele pediu proteção imediata ao povo Tenetehara, do qual Paulo Paulino era integrante.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários