Poder

Incêndio atinge Terra Indígena Arariboia onde guardião foi morto

Um incêndio na Terra Indígena Araribóia começou na tarde desta terça-feira (5) e atingiu cerca de 45 km de serra, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Aproximadamente 60 brigadistas entre indígenas e não indígenas trabalharam para conter o fogo.

Não há informações de pessoas feridas por conta do incêndio. A causa da queimada ainda vai ser determinada.

O local atingido pelo fogo fica na mesma reserva onde aconteceu uma emboscada feita por madeireiros na última sexta-feira (1º), que terminou com a morte do líder indígena Paulo Paulino Guajajara, integrante dos ‘Guardiões da Floresta’, um grupo formado por índios para proteger o território das etnias Guajajara, Kaapor e Awa-Guajá, no Maranhão.

Nesta emboscada, outro integrante dos ‘Guardiões da Floresta’, Láercio Guajajara, foi ferido a tiros, mas sobreviveu. O madeireiro Márcio Greykue Moreira Pereira também morreu no confronto.

De acordo com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), os índios Láercio Guajajara, Olímpio Guajajara e Auro Guajajara, que integram o grupo ‘Guardiões da Floresta’, foram retirados com seus familiares da reserva sob proteção policial seguindo para endereços sigilosos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários